Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

14 de julho de 2024

PRF lança campanha para redução de acidentes


Por Mariana Czerwonka Publicado 30/09/2012 às 03h00 Atualizado 09/11/2022 às 00h03
Ouvir: 00:00

A Polícia Rodoviária Federal lança, nesta segunda-feira o projeto educacional Cinema Rodoviário. Com palestras e filmes educativos, o projeto busca sensibilizar a sociedade para a promoção de um trânsito cidadão com menos índices de acidentes.

A PRF pretende desenvolver uma consciência de responsabilidade social informando os deveres do estado e dos motoristas para aumentar a segurança no trânsito. Em Pernambuco, os acidentes de trânsito são tratados como questão de saúde pública.

Em 2011, ocorreram nas rodovias federais 272 atropelamentos de pedestres, resultando em 94 mortes, 126 feridos graves e 138 feridos leves. A BR-101 e BR-232 respondem juntas por 74,3% dos acidentes do tipo atropelamento e por 66% das mortes deles decorrentes.

O projeto Cinema Rodoviário será desenvolvido durante as abordagens aos condutores através de orientações prévias, aplicação de autuações (quando cabível), exibição de filmes educativos e breve explanação sobre comportamentos seguros no trânsito. As palestras não eximem os condutores das penalidades previstas no Código de Trânsito Brasileiro.

Portanto, caso seja constatada alguma irregularidade punível na forma da lei, as autuações cabíveis serão aplicadas.

Objetivos do programa

 – Conscientizar o usuário das rodovias federais do estado sobre a assimilação e incorporação de hábitos e atitudes individuais responsáveis, bem como em relação à responsabilidade do estado e da sociedade na promoção da segurança no trânsito;

– Estimular o desenvolvimento de atitudes de respeito e cidadania nas relações interpessoais que acontecem no trânsito;

– Reduzir o número de vítimas, os índices e a gravidade dos acidentes de trânsito;

– Aliar o ato punitivo ao ato preventivo através de uma ação educativa, que acontece no exato momento do cometimento da infração;

– Promover a reflexão sobre como as atitudes imprudentes prejudicam a segurança no trânsito;

– Despertar no usuário a consciência de que a segurança no trânsito é responsabilidade de todos;

– Apontar as causas das lesões ocorridas nos acidentes de trânsito e relacionar o uso dos equipamentos de segurança como forma de redução drástica da severidade destas lesões;

– Executar atividades concernentes com as diretrizes do projeto Década de Segurança, instituído pela ONU, para o período de 2011 a 2020.

Fonte: Diário de Pernambuco

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *