Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de julho de 2024

PRF lança Cinema Rodoviário pra alertar sobre segurança no trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 01/10/2012 às 03h00 Atualizado 09/11/2022 às 00h03
Ouvir: 00:00

Com o intuito de conscientizar os motoristas para atitudes mais responsáveis no trânsito, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deu início nesta segunda-feira (1º) ao projeto Cinema Rodoviário. Agentes da PRF abordaram, ao longo da manhã, condutores na BR-101, no Cabo de Santo Agostinho, e os convidaram a assistir filmes publicitários com conteúdo educativo. As imagens mostram cenas de descuidos cometidos por motoristas que podem causar acidentes irreversíveis. Entre as lições estão: a importância do uso do cinto de segurança por todos os passageiros, inclusive os que estão no banco de trás do veículo, além de avisos para realizar ultrapassagens com atenção.

Segundo a inspetora Flávia Oliveira, chefe do núcleo de acidentes, o Cinema Rodoviário teve início em 2008 em Minas Gerais. A ação já foi levada aos Estados da Paraíba, São Paulo, Alagoas, Rio Grande do Norte, Bahia e Rio de Janeiro. A ação ficará em Pernambuco até quinta-feira. Amanhã, serão abordados os motoristas de São Caetano, no Agreste. Na quarta, será a vez de Garanhuns, na mesma região. “Nosso meta é mudar as atitudes das pessoas com o objetivo de salvar vidas”, afirma Flávia.

Para a inspetora da PRF Marilene Malagodi, os projetos de educação não devem transmitir apenas normas, regras e preceitos legais. Devem contemplar também aspectos éticos e de cidadania, ampliando o nível de conscientização dos diversos atores do trânsito, para que adotem atitudes prudentes, compatíveis com as necessidades de segurança de todos.

Em Pernambuco, no ano de 2011 ocorreram nas rodovias federais 272 atropelamentos de pedestres, resultando em 94 mortes, 126 feridos graves e 138 feridos leves. As rodovias BR-101 e BR-232 respondem juntas por 74,3% dos acidentes do tipo atropelamento e por 66% das mortes deles decorrentes.

FONTE: Jornal do Comércio

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *