Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

17 de julho de 2024

PRF monitora queimadas em áreas próximas a rodovias federais na região do Pantanal

Equipes fazem rondas cinco vezes ao dia para monitorar a situação das rodovias; objetivo é diminuir os riscos para motoristas e passageiros por conta da baixa visibilidade e a presença de animais nas pistas.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 03/07/2024 às 15h00
Ouvir: 00:00
queimadas rodovias
As queimadas no Pantanal estão afetando, também, as rodovias. Foto: Divulgação PRF

Polícia Rodoviária Federal (PRF) reforça, há uma semana, o patrulhamento nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul para monitorar os incêndios florestais próximos aos trechos que passam pela região do Pantanal. A meta é evitar que a fumaça das queimadas provoque sinistros de trânsito, pela baixa visibilidade dos condutores, e evitar a presença de animais que, na tentativa de fugir do fogo, invadem a pista.

Para realizar o trabalho, equipes das unidades operacionais da região, divididas em duas viaturas, percorrem cinco vezes ao dia o trecho de 220 quilômetros entre os municípios de Miranda (MS) e Corumbá (MS). No trajeto, os policiais registram os locais que representam riscos para o tráfego de veículos pela baixa visibilidade provocada pela fumaça e o excesso de animais na pista. As informações são encaminhadas aos órgãos que atuam no combate aos incêndios – Corpo de Bombeiros e Ibama – e aos próximos policiais que vão passar pelos locais.

A situação das queimadas próximas às rodovias de Mato Grosso do Sul começou a se agravar na semana passada. Nesta data, a PRF iniciou o reforço no patrulhamento. Na sexta-feira (21), o fogo se aproximou das rodovias. No fim de semana, foi o período mais crítico. No momento, a situação está controlada, não há focos de incêndio às margens da rodovia entre as duas cidades.

Em 2023, a fumaça nas rodovias foi a principal causa de 27 sinistros de trânsito nas rodovias federais em todo o país. Além disso, a presença de animais na pista causou 1328 sinistros. Em todo o Brasil, no ano de 2024, o número de sinistros provocados pela baixa visibilidade causada pela fumaça chega a 13. E, ainda, 356 tiveram como causa a presença de animais na pista.

Para reduzir os números de sinistros de trânsito, mortes e feridos nas rodovias federais, a PRF faz orientações aos condutores:

  • Reduzir a velocidade nos trechos com fumaça ou animais na pista
  • Redobrar a atenção em relação a outros veículos
  • Obedecer a sinalização no trecho
  • Não tentar passar pelo trecho interditado

Ao presenciar queimadas às margens das rodovias federais, a orientação é que os condutores liguem para o Corpo de Bombeiros, pelo número 193, e para a PRF, pelo 191.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *