Trending News

Notícias

Notícias

Reprovação em exame prático de direção chega a 31% no Distrito Federal 

Para examinadores, nervosismo ainda é o principal vilão

As reprovações nos exames práticos de direção chegam a 31% no Distrito Federal, segundo informações do Detran-DF (Departamento de Trânsito do Distrito Federal). Somente entre os meses de janeiro e setembro deste ano, mais de 20 mil alunos foram reprovados.

Este ano, 65.834 alunos já fizeram exames práticos, e 45.070 foram considerados aptos (uma média de 68% de aprovação). Segundo o Detran-DF, a média de aprovação no exame prático para obtenção da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) se mantém entre 60% e 65% nos últimos anos. E para o assistente de trânsito e examinador Raimundo Lago, não há segredo para passar nos testes: é preciso apenas estudar e praticar.

Para Raimundo Lago, no entanto, o principal inimigo dos alunos é o nervosismo. Ele afirma que muitas pessoas não conseguem render tudo o que podem por conta do estresse. O examinador recomenda também que o aluno tenha uma boa noite de sono antes da prova, o que só será possível caso a ansiedade seja mantida sob controle.

A comerciante Mara Flávia Batista, de 30 anos, sabe bem o que é isso. Ela reprovou duas vezes no exame teórico e uma vez na prova prática. Mara passou quase um ano tentando tirar a CNH e acredita ter reprovado por causa do nervosismo.

— Nós sofremos muita pressão psicológica na hora da prova. Acredito que as mulheres são mais prejudicadas, pois ficam mais nervosas que os homens. No meu teste tinha dois examinadores de cara fechada, o que me deixou ainda mais nervosa.

Apesar disso, o Detran-DF não confirma que mulheres reprovem mais que os homens. Além disso, Raimundo Lago afirma que os examinadores vão sempre tentar deixar a pessoa mais tranquila.

— Se o aluno estiver muito nervoso, o examinador vai tentar tranquilizá-lo. Ele vai dizer que é apenas um passeio, e que não será cobrado nada além daquilo que foi ensinado.

Para fazer uma boa prova, é essencial estar seguro do conteúdo. No caso do exame teórico, é preciso estudar a apostila dada pelo Centro de Formação de Condutores. Já na prova prática, aproveitar bem as aulas é importante. Caso o aluno não se sinta seguro, também é possível marcar mais aulas.

Fonte: R7 Notícias

Notícias Relacionadas

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *