Notícias

Notícias

Saiba quanto vai aumentar o preço dos automóveis 

O preço dos carros vai subir novamente a partir de 2012, depois de o Governo ter subido o Imposto Sobre Veículos
O preço dos carros vai subir novamente a partir de 2012, depois de o Governo ter subido o Imposto Sobre Veículos.

O preço dos carros vai voltar a aumentar já no próximo ano por causa da subida do Imposto Sobre Veículos (ISV). Dos exemplos calculados pela Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel (Anecra) para o Diário Económico alguns dos aumentos nos veículos mais vendidos podem rondar os 500 euros.

É o caso do Nissan Qashqai a gasóleo, que vai sofrer um acréscimo de 496 euros, passando a custar ao consumidor 26,3 mil euros. Já num dos modelos a gasolina mais vendidos – o Peugeot 207 Active – a subida será de quase 200 euros e a factura final vai ficar nos 14,4 mil euros.

No caso de um Ferrari, o aumento será mais expressivo: 1,8% no preço final do carro, passando a custar 219,6 mil euros. O Orçamento do Estado para 2012 (OE/12) trouxe más notícias para o sector. O ISV vai subir em média 6,4%, com o agravamento de 5,3% na componente de cilindrada e de 7,5% na componente ambiental – dois factores que entram no cálculo do imposto. Este aumento foi afinal menor do que chegou a ser estudado, que apontava subidas de cerca de 10% e 15% em cada componente.

A nova subida de imposto vai implicar mais dificuldades para o sector. O secretário-geral da Anecra, Jorge Neves da Silva, considera que “o sector automóvel tem sido, para todos os governos, como a galinha dos ovos de ouro”, mas “o problema é que a galinha já não põe ovos”. O responsável explica que “este ano há com uma quebra tremenda quer nas vendas de automóveis quer na reparação automóvel” e adverte que “o próximo ano será ainda pior”.

Por sua vez, o secretário-geral da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), Hélder Pedro, sentencia que “o cenário é mau e as perspectivas para 2012 são ainda piores”. De facto, de acordo com os dados mais recentes da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), em Setembro deste ano o mercado de automóveis ligeiros de passageiros não foi além das 9.220 unidades vendidas, o que se traduziu numa quebra de 33,8% face ao mês homólogo.

Em termos acumulados, nos primeiros nove meses de 2011, as vendas de automóveis ligeiros de passageiros atingiram as 123.540 unidades, o que representou uma diminuição de 23,5% face ao mesmo período de 2010. Nos últimos anos, o preço dos carros tem subido, sobretudo por via dos impostos, penalizando o sector automóvel. Em Janeiro deste ano, o Governo aumentou a taxa do IVA de 21% para 23%, o que levou a uma ‘corrida’ à compra de carros no último semestre de 2010, antecipando a subida do imposto.

O mesmo se passou em Maio e Junho de 2010, depois de o Governo de José Sócrates anunciou um aumento da taxa de IVA de 20% para 21% em Julho, altura em que houve um comportamento semelhante dos consumidores. Desta vez, espera-se um comportamento semelhante por parte dos consumidores. Neves da Silva antecipa que “é possível que este ano, em Novembro e Dezembro as vendas subam ligeiramente (tal como aconteceu no ano passado) antecipando os agravamentos que entram em vigor em Janeiro de 2012”. No ramo automóvel, este não é o único imposto que vai subir em 2012. O Imposto Único de Circulação (IUC) também será agravado. Quem tem um Peugeot 207 Active, por exemplo vai pagar mais 3,7% de IUC, para 160,8 euros.

Fonte: Econômico


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']