Notícias

Notícias

Tempo perdido no trânsito pode provocar doenças 

Tempo perdido no trânsito pode provocar doenças

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Montreal, no Canadá revela que a duração, à distância e os meios utilizados em percursos rotineiros podem prejudicar o lado psicológico e até levar ao desenvolvimento da Síndrome de Burnout, um distúrbio psíquico caracterizado por sentimentos depressivos, provoca cansaço emocional, falta de energia e desgaste físico. A pesquisa mostra que o risco de desenvolver a Síndrome de Burnout pode aumentar, principalmente, quando uma viagem dura mais de 20 minutos. Quase duas mil pessoas com idades entre 17 e 69 anos participaram na avaliação.

De acordo com dados do Departamento de Medicina de Tráfego Ocupacional da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (ABRAMET), entre 13 e 17% dos motoristas brasileiros têm algum distúrbio comportamental no trânsito, e o estresse é um fator que acaba desencadeando esses problemas.

Congestionamento

Segundo o site Numbeo, especializado na comparação de dados entre metrópoles de diferentes nacionalidades, os brasileiros estão entre os que perdem mais tempo no trânsito.

Recife é a cidade do país onde mais se demora ao ir de um lugar a outro, em média 55,6 minutos em cada deslocamento. Por dia, os moradores gastam quase duas horas (uma para ir e outra para voltar) presos em congestionamentos. Depois do Recife, vem Rio de Janeiro, seguida por Belo Horizonte. São Paulo aparece em quarto lugar, com quase 50 minutos jogados fora para se chegar a algum lugar. Brasília é a que apresenta melhor fluxo, demandando pouco mais de 20 minutos para cada trajeto.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']