Notícias

Mobilidade

Uso de carros irá aumentar no pós-pandemia? Saiba neste artigo 

Uso de carros irá aumentar no pós-pandemia? Saiba neste artigo
Foto: Arquivo Tecnodata.

Sabemos que o Covid-19 teve um impacto em todos os setores da indústria e do comércio. E uma dos setores mais afetados foi o automobilístico.

Diego Andrade –

Analista de Conteúdo

Carros pós-pandemia
Foto: Arquivo Tecnodata.

Sabemos que o Covid-19 teve um impacto em todos os setores da indústria e do comércio. E uma dos setores mais afetados foi o automobilístico. Com aproximadamente 99% das concessionárias fechadas, a China, que foi um dos primeiros países a entrar em quarentena, sentiu uma queda expressiva na compra e venda de carros. E no Brasil a tendência parece seguir pelo mesmo caminho.

Mas o que será que vai acontecer com o setor quando a pandemia acabar? Será que veremos uma recuperação da área ou será que o segmento continuará em uma espiral de queda?

No texto abaixo vamos analisar esse cenário e indicar as possíveis consequências do Covid-19 no mercado automobilístico.

Carros são mais seguros?

Embora o cenário pareça desanimador, na verdade, a Covid-19 pode trazer consequências positivas para a indústria, pois durante e pós pandemia é provável que as pessoas prefiram carros ao transporte público, principalmente por conta do receio em relação às aglomerações.

Foi realizada uma pesquisa sobre mobilidade antes, durante e após a quarentena com 1.363 pessoas e, segundo a pesquisa, 68% dos entrevistados utilizará apenas o carro para o deslocamento depois que a pandemia acabar.

Segundo o levantamento, 39% das pessoas disseram que pretendem utilizar o carro para deslocamento devido ao menor risco de contaminação e 35% apontaram que a sensação de segurança devido a utilização do carro é um fator fundamental nessa decisão.

Uso de carros irá aumentar no pós-pandemia?

Aparentemente, sim. De acordo com a pesquisa citada acima, o transporte público possui a maior rejeição dentre os entrevistados. Os dados apontam que 46% dos entrevistados não utilizarão o transporte público após a pandemia.

Isso se deve ao fato de você estar constantemente exposto ao vírus por conta da aglomeração de pessoas. Embora o uso da máscara ajude bastante a prevenir o Covid-19, a melhor forma de evitar a doença ainda é o distanciamento social e os carros oferecem essa segurança.

Mas e os carros por aplicativos?

Esse é outro setor que também foi bastante afetado pela pandemia. Enquanto 16% dos entrevistados alegaram utilizar carros de aplicativo antes da pandemia, esse número caiu para 11% no momento atual e a previsão é de que ele chegue a apenas 8% após no pós pandemia.

E como fica o trânsito nesse cenário?

Existe a possibilidade dele melhorar devido à redução de veículos nas ruas por conta do desemprego, mais empresas fazendo home office ou simplesmente porque as pessoas vão evitar sair às ruas sem necessidade.  Mas se o Brasil seguir o exemplo da China, essa previsão não vai se concretizar. O mercado chinês, que foi o primeiro a ser afetado pela crise e, consequentemente, um dos primeiros a sair dela, já trabalha com 2/3 de fluxo normal de carros. E a compra de veículos individuais voltou a aumentar.

Por outro lado, algumas pessoas acreditam que o trânsito pode piorar ainda mais devido ao aumento de pessoas desempregadas que vão procurar nos veículos de aplicativo sua forma de renda; a falta de planejamento público uma vez que a prioridade do governo no momento é lidar com a doença; a ansiedade de sair de casa após tanto tempo em quarentena e até mesmo o retorno das aulas e do trabalho presencial.

Como será esse “novo normal”?

A verdade é que a pandemia do Covid-19 afetou a vida de todo mundo e tivemos que nos habituar a novas rotinas. Com o aumento do trabalho em home office, muitos carros ficaram muito tempo parados na garagem e isso pode ter acarretado em problemas mecânicos como problemas na bateria automotiva e isso pode indicar uma necessidade de comprar um carro novo ou mesmo levar o veículo para um mecânico.

Essa necessidade de reparos ou compra de um novo veículo vai, consequentemente, fomentar o mercado automobilístico e embora a produção de carros tenha sido reduzida há alguns meses, já é possível observar aqui no Brasil o lançamento de novos modelos.

Com o surgimento desse novo normal, dessa nova rotina, as empresas vão precisar adaptar seus carros para o estilo de vida dos clientes. Talvez seja necessário baterias que não se deteriorem tão rapidamente por conta do tempo parado ou mesmo veículos que consigam isolar o passageiro do motorista, para assim permitir que os carros de aplicativo voltem a se tornar uma opção mais segura.

Em resumo, podemos dizer que embora a pandemia do Covid-19 tenha afetado diretamente a forma como o ser humano utiliza carros, seja da questão da produção industrial, seja na forma de locomoção no dia a dia, podemos esperar um cenário positivo pós pandemia, pois a tendência é aumentar a circulação de veículos individuais devido a segurança do distanciamento social que um carro proporciona aos seus usuários.

E você? Como pretende se locomover após a pandemia? Deixe seu comentário abaixo dizendo também como você acha que será a locomoção do brasileiro após esse período tão conturbado.

 

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *