Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

19 de julho de 2024

Volta às aulas exige maiores cuidados no trânsito


Por Mácio Amaral Publicado 18/02/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h14
Ouvir: 00:00

Na volta às aulas, veja dicas de cuidados para evitar transtornos nas regiões onde há grande circulação de pais e alunos.

Com o início do ano letivo, pais e alunos de todo o país voltam aos trajetos rotineiros no trânsito. Diante disso, o grande fluxo de veículos e engarrafamentos se repete nas regiões de entorno das escolas e instituições de ensino. A cena é típica especialmente nos horários de pico: entrada e saída das aulas.

A pressa e a correria do dia a dia é observada diariamente pela estudante do 9º ano, Giovanna Guimarães, de 14 anos. Ela diz que o trânsito nesses horários acaba afetando até a organização do próprio colégio, quando até mesmo os funcionários da escola não sabem agir para controlar ou pelo menos minimizar a situação. “Costumo chegar por volta das sete da manhã e sair às 13h. Muitos pais param na porta da escola ao invés de estacionar e esperar o aluno, o que acaba criando um engarrafamento, pois todos têm que aguardar o carro sair para poder passar. Isso sem contar que vários alunos demoram muito para entrar no veículo, o que acaba atrasando todos em volta. As pessoas não pensam nas outras na hora de estacionar e isso gera conflito entre os próprios motoristas”, lamenta.

Ainda segundo a adolescente, o cenário é tão crítico que virou palco de um acidente já nesse ano.

“No final do mês passado, um pai foi deixar seus filhos na escola, quando ele estacionou na rua da escola, um outro pai de aluno passou de raspão em uma das alunas do segundo ano médio. Justamente por falta de organização no trânsito que acidentes como esse ocorreram e podem ocorrer. A aluna não teve ferimentos graves, mas machucou o punho e teve leves arranhões”, conta a adolescente.

Para evitar essa situação, o pedagogo e especialista em trânsito André Lourenço elenca algumas atitudes que podem fazer a diferença no dia a dia dos pais, alunos e até do condutor de quem nem está inserido nesse ciclo escolar, mas acaba sofrendo com o alto fluxo dessas áreas.

Dicas de cuidados na volta às aulas:

  • Sair mais cedo de casa
  • Estacionar antes da escola
  • Se não precisar, não passe na frente das escolas

“Um ambiente com grande número de pessoas circulando torna o trânsito de veículos mais perigoso. As pessoas mudam de direção com muita facilidade, e as crianças ainda mais. Muitas vezes elas estão focadas em outra coisa que não a via, os veículos e cuidados que devemos ter, principalmente se já tiverem seu celular”, aponta Lourenço.

Segundo o educador, o uso do aparelho é uma das situações mais preocupantes quando se fala em crianças e adolescentes e o trânsito. Isso porque a desatenção costuma vir acompanhada do uso de fone de ouvidos, fato que prejudica ainda mais a concentração. Nesses casos, o estudante pode ignorar tudo ao redor, como carros, motos, bicicletas e o que estiver pela frente.

“Ensinamos muito mais por exemplos que por palavras, portanto não estacionem em fila dupla, não avancem sinal vermelho do semáforo, usem cinto de segurança. Faça sua obrigação, dê o exemplo”, opina André sobre atitudes que os pais devem ter.

Além disso, o alto número de veículos e pedestres nas regiões escolares também podem causar altos índices de estresse e nervosismo, o que piora toda a situação. Diante disso, André diz que quem vivencia essa rotina diariamente sabe que o cenário é inevitável, mas o importante é respirar fundo e manter a calma.

Essa dica é seguida por Giovanna e seu pai. “Sempre tentamos respeitar a vez de cada um, tomando cuidado com os pedestres e os veículos que circulam na rua. Tente dirigir mais devagar, e tentar chegar um pouco mais cedo, pois geralmente o fluxo não está muito alto”, diz a aluna do ensino médio.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *