Notícias

Notícias

Acidentes de carro: primeiros socorros, as lesões mais comuns e como evitá-las 

Acidentes de carro: primeiros socorros, as lesões mais comuns e como evitá-las
Foto: Pixabay.com

Muitas das lesões causadas em acidentes de carro podem se tornar definitivas caso a vítima não receba um cuidado de primeiros socorros eficiente, correto e ágil.

Infelizmente, acidentes de carros são comuns no mundo inteiro e causam centenas de milhares de vítimas que, caso fossem socorridas a tempo ou soubessem como evitá-las, teriam tido destinos diferentes.

Muitas dessas lesões podem se tornar definitivas caso a vítima do acidente, esteja ela dentro ou fora do veículo, não receba um cuidado de primeiros socorros eficiente, correto e ágil. O que acontece muitas vezes é que a vítima, ou as pessoas não treinadas que vão prestar socorro, geralmente não sabem exatamente como agir e nem como mobilizar a vítima, por isso, acabam fazendo movimentos desnecessários, o que pode causar lesões ainda mais severas.

Algumas das lesões mais comuns em acidentes de trânsito são:

● Traumatismo craniano: são fraturas causadas no crânio, estrutura óssea que protege, entre outras estruturas, o cérebro. Dependendo da intensidade da batida, as lesões podem ser graves e, às vezes, até irreversíveis.

● Fratura exposta: Com o impacto da batida, tecidos do corpo como os músculos e a pele podem arrebentar e o osso fica exposto. Este tipo de fratura possui um grau de gravidade mais elevado por dois motivos principais: o tempo de recuperação é maior porque mais tecidos foram envolvidos e as fibras musculares rompidas. O outro motivo é o elevado risco de contaminação e
infecção dos tecidos devido à exposição ao meio externo.

● Hemorragia interna: Este tipo de lesão ocorre quando há sangramento interno por rompimento capilar ou venoso. Porém, devido à adrenalina envolvida nos acidentes de carro, é comum que muitas vezes, a pessoa nem sinta o ferimento. Outro motivo é que, por ser interna, não é aparente e pode não ser dada a atenção necessária no momento mais crítico, minutos depois do acidente. Portanto, esses sangramentos são considerados os mais graves, pois caso não sejam identificados e tratados imediatamente, a vítima pode sangrar até a morte sem perceber ou, quando perceber, pode não mais ser possível reverter o caso.

● Fratura na bacia: A bacia é o nome dado a porção óssea da pelve. Devido à posição “sentado” no banco do carro, há uma pressão elevada nos quadris e a região da pelve pode ser afetada. Essa parte do corpo pode apresentar inchaço e hematoma, bem como na região genital. Esse tipo de fratura é muito comum em acidentes de carros em alta velocidade. Ela pode causar hemorragia interna, o que pode ser fatal em poucas horas.

● Fratura na coluna vertebral: Esse tipo de fratura pode lesionar a espinha dorsal, o que pode causar sérias sequelas, muitas vezes irreversíveis, como perda do controle da bexiga e do intestino, perda de movimentos de todos ou alguns membros do corpo e perda ou significativa redução na sensibilidade tópica.

De modo a evitar esses tipos de lesões, é importante seguir alguns padrões de segurança ao dirigir. São eles:

  • Utilizar o cinto de segurança: Mesmo sendo obrigatório para os passageiros da frente, muitas pessoas ainda tentam se esquivar do uso dos cintos de segurança. Esse dispositivo é importante para mantê-lo estável dentro do veículo e evitar que o seu corpo seja ejetado para fora do carro, causando lesões graves devido ao impacto.
  • Ter um kit de primeiros socorros dentro do veículo: Ter um kit de primeiros socorros dentro do veículo pode não só ser útil para prestar os primeiros atendimentos às vítimas de trânsito, mas também para qualquer pessoa que sofra algum tipo de lesão, principalmente superficial. Esses kits, geralmente, contam com gazes, esparadrapos, produtos para limpar lesões e ferimentos assim evitando infecções, luvas, tesouras entre outros. Pode ser comprado pela internet ou em qualquer loja de produtos médicos e hospitalares.
  • Obedecer a sinalização e respeitar os limites de velocidade: Apesar de parecer óbvio, muitas pessoas ainda desrespeitam a sinalização de trânsito e os limites de velocidade, o que causam acidentes que poderiam facilmente ser evitados.
  • Placas indicando ultrapassagem proibida, limite de velocidade, obstáculos à frente, zonas de perigo e curvas acentuadas servem para manter o motorista alerta ao que pode vir a frente, se antecipando a qualquer problema que possa surgir e o mantendo no controle do carro.
  • Realizar manutenções regulares no veículo: Veículos que passam por manutenções constantes e regulares têm menos chances de se envolver em acidentes pois qualquer problema mecânico no freio, na suspensão, na estabilidade, nos sistema de faróis entre outros, já tenha sido resolvido.
  • Manter uma postura correta no trânsito: Manter uma postura de cordialidade, educação e não violência no trânsito, além de direção defensiva, prestar a atenção nos outros veículos e dirigir dentro do limite de velocidades, contribuem para evitar acidentes

O doctoranytime aconselha que, ao sofrer ou presenciar um acidente de trânsito, o primeiro passo é chamar o socorro. Só eles poderão prestar os atendimentos necessários para evitar ao máximo expor a vida das vítimas. Nunca recuse atendimento, muitas vezes não conseguimos sentir ou ver nossas lesões e só um profissional de saúde qualificado poderá nos aconselhar nesse momento.

Artigo publicado com garantias médicas, em colaboração com grupo científico do doctoranytime.

Referências
de Castro, C. C. B. (2020, September 28). Traumatismo craniano grave: direcionamento melhor da
limitação terapêutica de suporte de vida? PEBMED.
Fraturas da Pelve e Bacia – Fratura do Acetábulo – Quadril – Complicações – Cirurgia. (n.d.). Quadril
Cirurgia. Retrieved September 1, 2021.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']