Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

Acidentes na estradas já mataram mais de 500 pessoas este ano


Por Talita Inaba Publicado 18/11/2012 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h58
Ouvir: 00:00

Os acidentes rodoviários provocaram neste ano 502 mortos, menos 13,8% do que no mesmo período de 2011, segundo dados revelados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR). No dia em que se assinala o Dia Mundial em Memória das Vítimas das Estradas, a ANSR (reunindo números da PSP e GNR) indica que, entre 1 de janeiro e 7 de novembro deste ano, 502 pessoas morreram em acidentes rodoviários, menos 81 que no mesmo período de 2011, em que morreram 583. O distrito do Porto foi aquele em que os acidentes provocaram mais mortos (70), seguido do distrito de Lisboa (58) e do de Leiria (42). Já os distritos com menos vítimas mortais este ano são Évora, com nove, e Bragança, com 10 mortos. Os números da ANSR indicam também que os desastres causaram 1.742 feridos graves, menos 15,8% do que em 2011, quando ficaram gravemente feridas 2.071 pessoas. A ANSR diz também que até 7 de novembro foram contabilizados 33.127 feridos ligeiros, contra os 34.040 do ano passado, representando uma diminuição de 2,6%. Estes dados dizem respeito às mortes no local do acidente ou durante o percurso para o hospital e não incluem as regiões autónomas dos Açores e da Madeira. O Dia Mundial em Memória das Vítimas das Estradas, que este ano se assinala com o tema “Hoje é dia de aprender com o passado”, é assinalado neste domingo em várias cidades do país. Segundo a ANSR, o espírito deste dia é o público reconhecimento “da memória daqueles que perderam a vida nas estradas e ruas portuguesas”, significando também uma “ajuda aos sobreviventes a conviver com o trauma de memórias dolorosas resultantes de acidentes rodoviários”. O dia foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) e é assinalado em todos os países da União Europeia. Em Portugal, as cerimónias são promovidas pela “Estrada Viva – Liga Contra o Trauma”, ao qual se associam a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e a Direção-Geral de Saúde, que vão realizar a simulação de um atropelamento numa passadeira e uma sessão solene que vai contar com a participação de testemunhos de familiares. No distrito de Braga, a GNR, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e os bombeiros promovem uma campanha de sensibilização e prevenção de acidentes de trânsito aos condutores. Fonte: Record

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *