Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Alerta: para-brisa mal instalado pode comprometer a eficiência do airbag


Por Mariana Czerwonka Publicado 20/02/2014 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h18
Ouvir: 00:00

Para-brisa e airbagO ano de 2014 começou e, algumas mudanças no setor automotivo, entram no cenário: os automóveis fabricados no Brasil terão que sair das fábricas com airbag e sistema de freios ABS. A medida cumpre uma determinação aprovada em 2009 pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Marcos Canteri, supervisor técnico da  Carglass, empresa especializada no reparo e troca de para-brisa, alerta. “O item de segurança usa um dispositivo a gás, que é acionado no momento da batida, inflando a bolsa protetora. O para brisa é um dos responsáveis por essa sustentação e, caso esteja mal instalado, automaticamente será arremessado e comprometerá a segurança do condutor”, explica Canteri.

Um dos meios de evitar esse problema, segundo o especialista, é estar atento em relação à troca de para-brisas. “Na Carglass® utilizamos luvas nitrílicas durante todo processo de instalação, até porque, a oleosidade das mãos pode comprometer o processo de fixação do vidro. Esse é um padrão internacional seguido pela empresa”, enfatiza Canteri. Além disso, outros dois componentes, a cola e o Ativador (produto que serve para dar aderência da cola ao vidro) são fundamentais na preparação e precisam estar dentro do prazo de validade.

Os sistemas mais simples de airbag são acionados somente em casos de colisões frontais, ou seja, não funcionam quando a batida é na lateral ou traseira. “Em termos de dica prática de prevenção, recomendamos evitar canetas ou objetos pontiagudos no bolso, além de não fumar ao volante. Caso haja uma colisão, esses objetos poderão ser projetados contra o corpo ou o rosto dos ocupantes do veículo”, alerta Canteri informando que “o laboratório da empresa na Inglaterra realiza testes contínuos com objetivo de garantir sempre o melhor serviço e segurança dos motoristas”.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *