Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

14 de julho de 2024

Motorista que dirigiu na contramão por 5 km e matou casal na BR-116 é denunciado por duplo homicídio; vídeo


Por Banda B Publicado 20/11/2023 às 19h14
Ouvir: 00:00

Silvestre de Souza, motorista que dirigiu na contramão por cinco quilômetros (km) e matou um casal de namorados na BR-116, em Fazenda Rio Grande, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foi denunciado à Justiça pelo crime de duplo homicídio qualificado. A informação foi divulgada pelo Ministério Público do Paraná (MP/PR) nesta segunda-feira (20). O acidente que terminou com a morte do casal de namorados, Alysson Moura, de 29 anos, e Isabela Felipack, de 19, aconteceu no dia 20 de agosto.

casal-namorados-morto-br-116
Alysson e Isabela estavam juntos havia 1 ano e 8 meses quando morreram. Foto: Reprodução

De acordo com o MP/PR, a ação penal foi recebida pela Vara Criminal de Fazenda Rio Grande na última sexta-feira, 17 de novembro. As apurações do caso apontaram que o réu estava com a carteira de habilitação vencida, dirigiu embriagado e ignorou avisos luminosos e sonoros de outros motoristas, até colidir com o veículo do casal, que seguia no sentido correto da faixa.

Alysson, que dirigia o veículo onde estava o casal, morreu no local do acidente. Isabela chegou a ser socorrida e recebeu atendimento médico, mas não resistiu à gravidade das lesões e também faleceu. Outras duas passageiras que estavam no veículo do réu tiveram ferimentos graves, razão pela qual ele foi denunciado também por lesão corporal.

O MP/PR apontou como qualificadoras o uso de recurso que dificultou a defesa das vítimas e o fato de o crime ter resultado em perigo comum. O processo tramita sob sigilo.

Por justiça, família fez protesto no local do acidente

Familiares e amigos de Alysson e Isabela retornaram ao local do acidente na manhã de 4 de novembro sábado (4) para protestar e pedir justiça.

À época, Ewerton Moura, irmão de Alysson, disse à Banda B que somente com a mobilização algo seria feito. Até então, a Polícia Civil havia entendido pela ocorrência de duplo homicídio, mas o MP/PR não tinha se manifestado sobre a denúncia.

Precisamos entender o motivo de nada ter sido feito até agora. Infelizmente, o Alysson e a Isabela não estão mais aqui para desfrutar a vida com a gente, então queremos apenas que o culpado pague. Ele [motorista] percorreu 6 quilômetros na contramão. Em todo esse percurso, ele foi avisado com sinais de luz, buzina, mas mesmo assim insistiu até bater contra meu irmão.

Ewerton Moura, irmão de Alysson.

Após o ato na BR-116, os manifestantes foram até o Fórum de Fazenda Rio Grande.

O acidente

Segundo a Polícia Civil, Silvestre dirigiu na contramão por 5 quilômetros antes da colisão fatal. Câmeras de segurança flagraram o motorista na contramão em diversos trechos da BR-116. Ele foi ouvido pela polícia no hospital, onde foi internado após o acidente, mas preferiu ficar em silêncio.

Câmeras de segurança flagraram o motorista na contramão em diversos trechos da BR-116 (assista abaixo).

Publicado primeiro por

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *