Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

16 de julho de 2024

PRF e ANTT lançam campanha contra o transporte clandestino


Por Talita Inaba Publicado 16/07/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h34
Ouvir: 00:00

Viajar de ônibus pelo Brasil pode ser uma ótima alternativa, mas pegar transporte pirata na hora de fazer essa viagem é uma péssima opção. Infelizmente, é muito comum que isso ocorra quando as pessoas buscam apenas passagens mais baratas e não pensam ou não sabem dos riscos que estão correndo. O resultado disso é percebido nas estatísticas: nas estradas, a maioria dos acidentes envolve transporte clandestino, já que esse tipo de transporte não segue as regras de segurança cobradas pela ANTT e não passa pelas certificações programadas. Para combater esse cenário e impedir que o pior aconteça a PRF e a ANTT têm feito intensas fiscalizações para identificar esses transportes e não permitir que eles continuem viagem. Por isso, a ANTT, o Ministério das Cidades e o Ministério dos Transportes lançam uma campanha com o intuito de alertar sobre os riscos que o passageiro corre ao contratar um transporte pirata e de tentar inibir essa ação antes da compra. Queremos, com isso, que o passageiro se conscientize e se lembre dos riscos que corre, orientando-o a optar pela compra de passagens de transportadoras irregulares. O Conceito escolhido para essa campanha é: “QUEM CONTRATA TRANSPORTE PIRATA PODE FICAR NO MEIO DO CAMINHO. NÃO EMBARQUE NESSA”, o que diretamente o risco ao contratar esse tipo de transporte. Essa campanha faz parte do PARADA, Pacto Nacional Pela Redução de Acidentes, e mostra o papel do passageiro na hora de ter consciência nas estradas, pois ele também tem um papel fundamental na segurança no trânsito. Fonte: Parada pela Vida

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *