Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

20 de julho de 2024

Volta às aulas no trânsito merece cuidado redobrado 

Confira as permissões e proibições no retorno às aulas, tanto em escolas quanto em faculdades


Por Accio Comunicação Publicado 26/02/2024 às 13h30 Atualizado 12/03/2024 às 13h24
Ouvir: 00:00
travessia-mae-e-filha-1536×807
Foto: ASCOM/Prefeitura de São José dos Campos.

O fluxo de automóveis no entorno de escolas durante à volta às aulas costuma trazer um impacto ao trânsito. Por vezes, os motoristas se acostumam com o fluxo reduzido de veículos nos meses de dezembro e janeiro em muitas cidades, e acabam por se surpreender no retorno. Por isso, aumentar a atenção e adotar atitudes de prevenção de acidentes são dicas importantes neste período. 

As infrações mais comuns na volta às aulas são o excesso de velocidade e a realização de paradas em filas duplas e/ou outros locais não permitidos. Para diminuir o risco de acidentes, a redução de velocidade em zona escolar é prática comum em muitas cidades. Em Curitiba (PR), por exemplo, o limite de velocidade em zona escolar é de 30 km/h. 

O respeito ao trânsito no retorno das aulas   

Confira a seguir 5 dicas simples para o retorno às aulas com maior segurança:  

Antes de mais nada, o condutor deve começar a respeitar o trânsito antes de sair de casa. A utilização da cadeirinha em automóveis é um exemplo. A utilização delas protege o pequeno de acidentes.  

Em segundo lugar, o motorista deve se atentar com a distração sobretudo das crianças em zona escolar. Elas podem, por exemplo, atravessar as vias públicas conversando ou brincando com amigos. E, claro, o motorista deve respeitar sempre a sinalização e a faixa de pedestre.  

Outra situação importante, que exige atenção redobrada, é a forma na qual o veículo é estacionado na escola. Muitas vezes, uma criança distraída pode sair do carro pelo lado da faixa de rolamento e sofrer um acidente. Para diminuir este risco, o acesso às calçadas pelo lado do passageiro ou o auxílio no deslocamento do aluno até a sua escola podem ser boas práticas para evitar acidentes, além de, obviamente, orientar para que a criança desembarque sempre pelo lado da calçada. 

Outra dica importante é a atenção e o respeito à sinalização de trânsito. Do mesmo modo, respeitar o limite de velocidade em zonas escolares também é fundamental.  

Por fim, é importante lembrar que estacionar em fila dupla, seja para embarque ou desembarque, é proibido – mesmo que o intuito seja parar por apenas poucos segundos.  

Como contornar o trânsito intenso na volta às aulas?  

candelario-agentes-1536×976
Foto: ASCOM/Prefeitura de São José dos Campos.

A primeira opção é o acesso às escolas por meio do transporte escolar. Outra alternativa é o transporte público. Ônibus, por exemplo, costumam ter pontos próximos a creches, escolas e faculdades. Vale ressaltar que em muitos municípios o acesso ao ônibus é gratuito, fornecido pela prefeitura.  

Outra dica importante é a carona, o transporte compartilhado ou o revezamento de pais que moram próximos. A oferta de carona em carros costuma ser comuns em faculdades e universidades. Mas a ideia também pode ser executada em creches e escolas. Afinal, tanto a carona como o transporte público já desafogam o trânsito no entorno das escolas. 

E você, já presenciou algum tipo de acidente ou imprudência no retorno às aulas? Conte para nós!  

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *