Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

PRF participa de fórum mundial de segurança viária promovido pela ONU

No evento, a PRF apresentou palestra sobre uso de álcool e drogas, e as consequências para o trânsito nas rodovias.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 19/03/2023 às 08h15
Ouvir: 00:00
Fórum de segurança viária
Os impactos que as drogas lícitas e ilícitas causam à segurança viária, e as ações de fiscalização foram temas de apresentação feita pelo Diretor-Geral da Polícia Rodoviária Federal, Fernando Oliveira. Foto: Divulgação PRF.

Mais segurança no trânsito, com menos acidentes, mortes e feridos. Este é o objetivo comum dos países que participam da 86ª edição do Fórum Global para Segurança Viária. O encerramento aconteceu em Genebra, na Suíça, na última quinta-feira (16). Promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o encontro permitiu a troca de experiências entre países durante cinco dias.

Os participantes debateram alguns temas. Como desafios para melhoria do trânsito em países de média e baixa renda, influência da direção autônoma e de fatores humanos para o futuro do trânsito. Assim como, da condução de veículos sob o efeito de álcool e drogas.

Os impactos que as drogas lícitas e ilícitas causam à segurança viária, bem como as ações de fiscalização foram temas de apresentação feita pelo Diretor-Geral da Polícia Rodoviária Federal, Fernando Oliveira. Entre os aspectos abordados, destacam-se a prevenção e o combate à mistura álcool e direção. Além disso, ações educativas e a atualização nas leis do Brasil no enfrentamento à direção sob efeito de álcool, autuação por recusa e por meio de constatação de sinais sem uso do etilômetro.

A PRF também apresentou o estudo que avalia a implantação do “drogômetro”. Este é o aparelho que permite às autoridades de trânsito identificar motoristas que dirigem sob efeito de drogas.

“A fiscalização de trânsito para o uso de drogas no Brasil ainda não é uma realidade. Há pesquisas para a implantação deste tipo de controle e a PRF é integrante de um desses estudos. O presente trabalho apresenta o resultado de uma ampla coleta de saliva de condutores de forma aleatória em dez unidades operacionais em diversas regiões do Brasil”, explicou Fernando Oliveira, durante apresentação do projeto.

Durante o evento, PRF Fernando entregou o Atlas PRF da Década de Ações para Segurança Viária à Coordenadora do Fórum Global para a Segurança Viária, Luciana Iorio. A publicação traz medidas adotadas e resultados alcançados pela Polícia Rodoviária Federal na busca pela diminuição do índice de mortes no trânsito nas rodovias, de acordo com o objetivo estabelecido pela ONU. Também traz a meta definida para promover a segurança viária na próxima década.

O Brasil é signatário do plano de segurança viária da ONU. Além disso, pode votar sobre relatórios elaborados pelas comissões que integram a Comissão Econômica das Nações Unidas para a Europa (UNECE). Também é possível que o país adote práticas aprovadas no fórum, por exemplo, para garantir maior segurança no trânsito.

Outras agendas

Em agendas paralelas, o Diretor-Geral bem como o Diretor de Operações da PRF, Marcus Vinícius de Almeida, se reuniram com representante do Alto Comissariado para os Direitos Humanos da ONU, Christian Salazar Volkmann. No encontro, o primeiro da história entre um representante da PRF e do Alto Comissariado, Fernando Oliveira e Marcus Vinícius reafirmaram a garantia de transparência em processos que apuram violações assim como o respeito aos direitos humanos no trabalho policial. Recentemente, a ONU encaminhou carta à PRF com perguntas referentes às atividades do órgão.

Os Diretores da PRF também se reuniram na quarta-feira com a Sra. Audrey Purcell O’Dwyer, Coordenadora de Operações da América do Sul do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. Ou seja, o assunto tratado diz respeito à inserção da PRF como parceira do Comitê Internacional da Cruz Vermelha. Dessa forma, cooperando inclusive com capacitação e ações conjuntas, esta também foi uma agenda inédita para o órgão.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *