Notícias

Notícias

Cuidados necessários com carros parados durante o período de quarentena 

Cuidados necessários com carros parados durante o período de quarentena
Carro na garagem
Foto: Freeimages.com

Majô Gonçalves-

Assessora de Imprensa

Diante das medidas de contenção para reduzir o índice de contaminação do coronavírus, governos do mundo inteiro têm incentivado o isolamento social, estimulando as pessoas a ficarem em casa. Com a diminuição dos deslocamentos, carros ficam mais tempo parados em garagens ou até mesmo nas ruas, sujeitos às mais diferentes adversidades que podem comprometer seus componentes e até mesmo seu desempenho e funcionamento.

Um dos primeiros cuidados com o veículo é onde deixá-lo guardado durante o período de quarentena. Segundo o gerente de qualidade e serviços da Nakata, Jair Silva, é importante que o carro esteja protegido do sol e outras intempéries para proteger seus componentes externos e pintura, por exemplo.

“Caso não tenha uma garagem coberta, tente arrumar uma capa protetora para esse período”.

A quarentena pode ainda trazer para o veículo alguns resultados inesperados e indesejados. Alguns componentes como os pneus podem sofrer deformações. Para evitar que isso ocorra, coloque calibragem máxima permitida pelo fabricante, antes de deixá-lo estacionado. A palheta do limpador também pode sofrer danos e, por isso, deixe-a afastado do vidro, nesse período.

Segundo o executivo, o veículo mesmo parado consome energia e, por isso, a melhor alternativa é rodar pequenos trajetos a cada 15 dias em média. “Mas se isso não for possível, desligue o cabo negativo da bateria”.  Desligando o cabo, alguns equipamentos podem perder a configuração, porém isso é facilmente resolvido com o término do isolamento social. Outro cuidado que o dono do carro deve ter é com o reservatório de partida a frio. Ele deve ser esvaziado para evitar a oxidação do combustível e a consequente obstrução no sistema.  O tanque de combustível também merece atenção especial durante o período de parada.

“O ideal seria escoar todo o combustível, mas nem sempre isso é possível. Há quem defenda que o tanque fique cheio, evitando assim oxidação, porém a tendência é que o combustível se deteriore a partir do segundo mês”.

Para evitar que isso ocorra, o gerente aconselha a colocar um combustível aditivado, já que tem uma vida mais prolongada.

E, não se esqueça de deixar seu carro guardado bem limpinho.

“A limpeza do veículo, por dentro e por fora também é importante, já que restos de comida podem atrair insetos, além de dificultar a remoção de manchas de sujeira no futuro”, explica Silva.


Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']