Notícias

Notícias

Curitiba é 1ª cidade do país a testar veículo ecoelétrico monitorado 

Curitiba é 1ª cidade do país a testar veículo ecoelétrico monitorado
Veículos elétricos em Curitiba
Foto: Luiz Costa/SMCS

Em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente, o primeiro sistema da mobilidade inteligente do Brasil, o Ecoelétrico Curitiba, projeto piloto de um veículo ecoelétrico com sistema de monitoramento integrado, começou a funcionar nesta quinta-feira na capital do Paraná.

“É um piloto de um grande projeto de mobilidade elétrica e que vai além de um veiculo elétrico de posto de recarga, pois conta com um sistema de monitoramento, e isso contribui com o meio ambiente e o usuário”, explicou à Agência Efe a diretora-financeira executiva da Itaipu Binacional, Margareth Groff.

O Ecoelétrico Curitiba faz parte do programa de Mobilidade Elétrica Inteligente (Mobi-i) da Itaipu em parceria com o Centro de Excelência da Indústria da Mobilidade (CeiiA), de Portugal.

Esse tipo de veículo é o primeiro do país a operar com um sistema integrado que monitora online e controla o funcionamento do veículo e até o cálculo de gases do efeito estufa que deixam de ser lançados no ar em tempo real.

Segundo Groff, o sistema representa hoje a necessidade de “avançar na questão da mobilidade e nas tecnologias desse setor”.

Para a executiva da Itaipu, o Brasil precisa de soluções para garantir um transporte eficiente, ao menor custo possível e com menos impactos ambientais.

“E uma dessas soluções passa certamente pela mobilidade elétrica inteligente, que ainda parece ser uma coisa do futuro, mas este futuro está bem próximo”, explicou.

O projeto em Curitiba, escolhida por ser referência em mobilidade no Brasil, terá 10 carros da Renault e três ônibus protótipos, dez eletropostos e outros dispositivos conectados a um centro de monitoramento e controle, que traz informações em tempo real sobre o funcionamento dos ecoelétricos.

“É importante ressaltar o compromisso com a sustentabilidade das cidades e a contribuição tecnológica (…) para o Brasil e o Paraguai, como meio de integração dos mercados do Mercosul”, disse a Groff.

Com exceção dos ônibus, os automóveis já estão a serviço da Guarda Municipal, Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) e Instituto Curitiba de Turismo.

Os veículos foram cedidos à prefeitura de Curitiba pela Itaipu em regime de comodato por um período de dois anos, sendo instalados dez eletropostos nesta primeira fase de testes com operações na Praça Rui Barbosa, Parque Tanguá, Parque Barigui, Secretaria de Administração, Palácio 29 de Março, Setran-Prado Velho e Jardim Botânico.

O projeto de mobilidade inteligente começou em 2006, quando a Itaipu Binacional começou a desenvolver protótipos de veículos movidos à energia e eletropostos.

A próxima cidade a testar o projeto será Brasília, no dia 9 de junho, com o nome de Brasília Ecomóvel, que terá uma rede inteligente de veículos e eletropostos.

Fonte: Yahoo Notícias

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *