Trending News

Notícias

Mobilidade

Dia do motorista: saiba como evitar brigas e acidentes no trânsito 

Dia do motorista: saiba como evitar brigas e acidentes no trânsito
Foto: Pixabay.com

Saber como agir em determinadas situações pode evitar discussões, conflitos e até tragédias. Veja dicas do Portal para o Dia do Motorista!

Dia do Motorista
Foto: Pixabay.com

O termo motorista se refere àquela pessoa que utiliza o veículo profissionalmente. De qualquer forma, o Portal do Trânsito homenageia, nesse dia, todos os condutores de veículos automotores, profissionais ou não, e os orienta como agir para preservar a sua própria vida e a dos demais no trânsito.

História do Dia do Motorista

O Dia do Motorista, comemorado em 25 de julho, também é o Dia de São Cristóvão, santo católico considerado o padroeiro dos motoristas no Brasil. Cristóvão significa “aquele que carrega Cristo”. Diz a lenda que Cristóvão trabalhava transportando pessoas nas costas para que pudessem atravessar um rio.

Atitudes no dia a dia

Entender como proceder diante de situações adversas no trânsito é fundamental para a segurança de todos os usuários das vias. Além de dominar as técnicas de direção defensiva, saber controlar as emoções é um princípio básico para todos que convivem diariamente no trânsito, seja profissional do volante ou não.

Atitudes generosas e empáticas entre condutores e pedestres têm o poder de promover o respeito e a cidadania. Por isso, a primeira dica é saber reconhecer os maus hábitos.

“Olhar para dentro, identificar condutas negativas e alterar o comportamento não é uma tarefa fácil, mas depende de cada um de nós e é essencial para quem dirige um veículo”, explica Eliane Pietsak, pedagoga e consultora do Portal.

Para auxiliar os condutores a promover atitudes de respeito e evitar acidentes, o Portal do Trânsito lista atitudes que podem fazer a diferença no trânsito.

Comunicação face a face: como agir?

Algumas situações nas ruas provocam a chamada comunicação “cara a cara”. Um condutor fecha outro e em seguida os dois param lado a lado no semáforo, por exemplo. Nessas “conversas”, comuns em incidentes, geralmente são transmitidas várias outras “impressões” além da mensagem que está sendo falada.

“Uma boa conversa, um pedido de desculpas, enfim, atitudes simples podem evitar um mal muito maior”, diz Pietsak.

É preciso tomar cuidado com entonação de voz e expressões utilizadas, que podem complicar a situação, ao invés de resolvê-la.

Usar o veículo para a finalidade correta

Utilizar o veículo para demonstrar nível social, para compensar sentimentos de inferioridade e insegurança, bem como usar o tamanho e a potência para intimidar os outros, são atitudes socialmente reprováveis e devem ser evitadas sempre. “Para isso, o condutor deve reconhecer o seu erro e praticar a humildade”, explica a especialista.

Sempre evitar brigas e discussões

As discussões no trânsito geralmente não produzem resultados eficazes, porque ninguém mais está escutando. O ideal é não se envolver em desentendimentos.  O participante mais sensato é aquele capaz de acalmar os ânimos para voltar ao diálogo.

Saber distinguir o momento oportuno

O trânsito em si pode ser um fator de irritação para muitos, ainda mais para aqueles que passam muito tempo na rua. Congestionamentos, incidentes e situações tensas geram desconforto. “Em casos como esses, é preciso manter a cabeça fria e escolher o momento ideal para agir, pois qualquer gesto ou atitude imprópria pode gerar confusão e até acidentes”, argumenta Pietsak.

Agir com bom senso

No trânsito, atitudes sensatas e bem pensadas podem fazer a diferença em situações críticas. O condutor consciente é aquele que,  em uma situação delicada, pensa antes de agir, analisa os dois lados e é justo em palavras e decisões sem ficar nervoso, principalmente se o errado for ele mesmo.

Ver o lado positivo

Uma tarefa difícil, mas de ótimos resultados é sempre tentar entender o lado do outro. No trânsito, isso é fundamental. “Compreender atitudes incorretas dos outros motoristas, que ainda não tiveram a oportunidade de analisar suas atitudes e melhorar seu comportamento no trânsito pode trazer desfechos surpreendentes. É importante não reagir, pois um erro não justifica o outro”, explica a especialista.

Mensagens simples e diretas

A comunicação entre condutores, pedestres, motociclistas e ciclistas deve ser simples e objetiva, para que não dê margem para má interpretação. Mensagens curtas e rápidas facilitam a compreensão entre os usuários e contribui para a boa fluência e segurança do trânsito.

Notícias Relacionadas

1 Comentário

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *