Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024

Em oito estados já é possível fazer a venda de veículos pela Carteira Digital de Trânsito


Por Mariana Czerwonka Publicado 26/03/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h13
Ouvir: 00:00

Moradores dos oito estados que já aderiram à novidade podem usar o serviço que facilita a venda de veículos e a transferência de propriedade entre pessoas físicas.

Acre, Ceará, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Roraima são os oito estados em que os Detrans aderiram ao novo sistema de autorização de transferência de propriedade digital. Dessa forma, nesses locais já é possível realizar a compra e venda de veículos entre pessoas físicas, por meio digital, através do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT).

Conforme o Ministério da Infraestrutura, durante o lançamento da nova funcionalidade do app CDT, o processo digital elimina burocracia e traz mais praticidade e economia.

Ainda segundo o Ministério, a tecnologia tornará mais rápida e prática a transferência de titularidade de um veículo, concretizando a compra e venda, sem a necessidade de reconhecer firma ou firmar contrato em papel, apenas pelo aplicativo e com a assinatura digital do gov.br.

De acordo com o governo, a venda de veículos poderá ser feita de forma 100% virtual e um processo que demorava dias pode ocorrer em instantes.

“São 14 milhões de compras e vendas no país por ano, então, o potencial do que estamos lançando aqui hoje é revolucionário. É democratizar o acesso ao serviço público que, a partir de hoje, não está mais preso ao reconhecimento, autenticação, ao horário comercial. Quantos aqui conseguem comprar um veículo durante a semana?”, disse o secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio.

Importante!

A Autorização para Transferência de Propriedade de Veículos (ATPV-e) poderá ser feita por qualquer proprietário de veículo, desde que ele tenha a documentação digital. Ou seja, encaixam-se apenas os carros saídos de fábrica ou transferidos a partir do dia 4 de janeiro de 2021.

Como fazer

Na operação, o vendedor acessará o aplicativo da Carteira Digital de Trânsito para registrar a intenção de venda, bem como preencher informações sobre o veículo, informar o CPF do comprador e assinar digitalmente. O comprador receberá a notificação e repetirá o processo. A autorização irá diretamente para o sistema do Governo Federal. Depois, basta levar o veículo para a vistoria no departamento de trânsito local e efetivar a transferência.

Para fazer a transação digitalmente, vendedores, assim como compradores deverão ter o login qualificado no gov.br. A transação é segura, exigindo o login com conta prata ou ouro na plataforma, que oferece mais segurança ao usuário. Além, é claro, de biometria facial para a assinatura digital.

A funcionalidade teve sua primeira versão lançada em agosto de 2021. Ela permitia a venda de veículos por pessoas físicas, de forma 100% digital, para estabelecimentos comerciais integrados ao Registro Nacional de Veículos em Estoque (Renave).

Digitalização de serviços

A nova funcionalidade faz parte da estratégia de digitalizar serviços públicos para, segundo o Governo Federal, facilitar a vida do cidadão. A ferramenta foi desenvolvida pelo Serpro para o Ministério da Infraestrutura, por meio da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran). Além disso, tem parceria da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia.

O aplicativo da Carteira Digital de Trânsito (CDT) está disponível na App Store e Google Play.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *