Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de julho de 2024

Brasil: número de multas de trânsito cresce mais 86% em um ano

Dentre as infrações mais frequentes está o ato de dirigir em velocidade acima da máxima permitida em até 20%. Veja outras informações.


Por Pauline Machado Publicado 13/01/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00
Número de multas de trânsito no Brasil
O excesso de velocidade é a infração mais registrada no período. Foto: Pixabay.com

De acordo com dados da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) no Brasil, 4.528.513 multas de trânsito foram aplicadas somente no mês de agosto de 2022, o equivalente a 86,9% a mais do que o registrado no mesmo período em 2021 (2.422.079).

As mais cometidas

Dentre as infrações mais frequentes está o ato de dirigir em velocidade acima da máxima permitida em até 20%, com um total de 1.657.891 multas aplicadas. Seguida de: avançar o sinal vermelho (328.443); transitar acima da velocidade máxima permitida de 20% a 50% (255.885); não usar o cinto de segurança (216.156); e estacionar o veículo em locais proibidos conforme o que estabelece a legislação, como placas ou estacionamentos rotativos (213.349).

Os estados com mais registros de multas de trânsito do Brasil

São Paulo lidera a lista dos estados com mais registro de infrações de trânsito. Foram 1.320.175 multas, o equivalente a 29,1% do total de multas de trânsito em todo Brasil.

Em segundo lugar – quase empatado com o terceiro lugar, está o estado de Minas Gerais com 487.491 infrações (10,7%). Seguido do Rio de Janeiro, com 481.041 infrações registradas ou 10,6% do total de multas no Brasil.

Responsabilidade

Vale ressaltar que motoristas que não respeitam as leis de trânsito podem provocar ocorrências graves, inclusive com registro de óbitos.

Ademais, os condutores que cometem infrações precisam ficar atentos aos prazos para quitar o pagamento das multas. Isso porque, o não pagamento faz com que o condutor seja considerado inadimplente e tenha o seu nome inscrito na dívida ativa. Além disso, pode ser impedido de realizar o licenciamento anual e também a transferência de propriedade do veículo.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *