Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

15 de julho de 2024

Reciclagem de CNH online ou presencial?


Por Redação Publicado 15/03/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h13
Ouvir: 00:00

O curso de reciclagem para condutores infratores pode ser feito em duas modalidades. Mas qual escolher: reciclagem de CNH online ou presencial?

O curso de reciclagem para condutores infratores é obrigatório ao infrator com direito de dirigir suspenso, ou que tenha provocado acidente grave, ou ainda, que tenha sido condenado por delito de trânsito. Conforme a Res.789/20 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que regulamenta o curso, ele pode ser feito em duas modalidades: online (à distância) ou presencial. Mas qual escolher: reciclagem de CNH online ou presencial?

Para recuperar a CNH, além de fazer o curso, o condutor deve ficar por um período sem dirigir. Veja as novas regras sobre suspensão do direito de dirigir.

Conversamos com Celso Alves Mariano, especialista e diretor da Tecnodata Educacacional, para entender as diferenças entre as duas modalidades.

Conforme o especialista, existem pontos positivos nos dois tipos de curso, mas a decisão do deve levar em conta algumas características próprias do aluno e de suas facilidades para o estudo. “Basicamente, no curso presencial o aluno vai fazer parte de uma turma e vai ter dia, hora e local definidos para fazer o curso, normalmente em um final de semana. No online, o estudo é individual e ele pode fazer de onde estiver, a qualquer hora e no ritmo que desejar, basta ter um celular, tablet ou computador e, claro, internet”, explica.

Para Mariano, a grande vantagem do presencial, além do convívio com os colegas, é a interação com o instrutor.

“O olho no olho, pessoalmente, funciona muito bem para determinadas pessoas”, garante.

Já aqueles que estão acostumados com a tecnologia, podem preferir a modalidade à distância. “Outras pessoas, já costumadas com a tecnologia, preferem e se dão muito bem em acessar diretamente as videoaulas e os exercícios, no seu tempo e intensidade de estudos”, argumenta o especialista.

Ainda de acordo com Mariano, independente da modalidade escolhida, o curso de reciclagem não é uma penalidade, mas uma oportunidade de rever conceitos. Assim como, refletir sobre comportamentos e uma autoanálise da própria conduta.

Assista a explicação do especialista em vídeo:

Abordagem do curso de reciclagem

Conforme a Res.789/20, o curso de reciclagem para condutores infratores tem carga horária mínima de 30 horas/aula. Fazem parte do conteúdo as disciplinas de: legislação de trânsito, direção defensiva, primeiros socorros e relacionamento interpessoal.

Ainda segundo a norma, por se tratar de condutores que estão cumprindo penalidade por infrações de trânsito, deve-se tratar os conteúdos de forma dinâmica e participativa. Bem como insistir na análise e reflexão sobre a responsabilidade de cada um para um trânsito seguro.

“Todos os conteúdos devem ser desenvolvidos em aulas dinâmicas. O instrutor deve procurar fazer sempre a relação com o contexto do trânsito, oportunizando a reflexão e o desenvolvimento de valores de respeito ao outro. Além disso, ao ambiente e à vida, de solidariedade e de controle das emoções. A ênfase deve ser de revisão de conhecimentos e atitudes. E, também, de valorizando a obediência à Lei, a necessidade de atenção e o desenvolvimento de habilidades”, diz a norma.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *