Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de julho de 2024

Parcial do número de mortes nas estradas federais cai no carnaval


Por Mariana Czerwonka Publicado 12/02/2013 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h48
Ouvir: 00:00

Nos três primeiros dias do feriado prolongado, foram registradas 97 mortes. No mesmo período do ano passado, a PRF já havia contabilizado 130 óbitos

O número de mortes nas estradas caiu 25,4% neste carnaval, segundo o balanço parcial divulgado nesta segunda-feira (11) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Nos três primeiros dias do feriado prolongado, de sexta-feira (8) a domingo (10), foram registradas 97 mortes.

No mesmo período do ano passado, a PRF já havia contabilizado 130 mortes. O número de feridos também teve redução de 15,7% – foram 1.303 ocorrências em 2012 e 1.098 neste ano. A PRF informa ainda que, no mesmo período, houve queda de 2,6% no número de acidentes – ano passado foram 2.051 registros e, neste carnaval, já aconteceram 1.997 acidentes.

“Conforme havíamos previsto, ultrapassamos o número de testes de embriaguez feitos no carnaval passado, batendo o novo recorde histórico, com 42.661 testes aplicados”, disse à Agência Brasil o inspetor Fabiano Moreno, da PRF.

Em 2012 foram feitos 30,4 mil testes. Apesar de mais testes terem sido aplicados, a PRF registrou queda no número de autuações que resultaram em prisão. De 1.410 autuações feitas no ano passado, 494 pessoas foram presas; de 1.055 autuações feitas neste carnaval, 338 foram detidas.

Segundo Moreno, os números mostram que as ações integradas de fiscalização e de conscientização desenvolvidas pelo governo surtiram efeito no trânsito. “Com as fiscalizações e as campanhas de trânsito, notamos que os motoristas estão despertando para a responsabilidade que precisam ter em prol de um trânsito seguro”, disse o inspetor.

A PRF reitera que no retorno do feriado de carnaval os motoristas precisam estar bem atentos porque, a exemplo dos anos anteriores, os acidentes mais graves costumam acontecer após alguma atitude imprudente.

Além disso, acrescenta, a nova lei é intolerante para qualquer quantidade de álcool. “Os motoristas precisam saber que o álcool demora a ser metabolizado e que essas histórias de cochilo, café amargo ou medicamentos para metabolizá-lo de forma mais rápida não procedem”, completou. A Operação Carnaval continua até a meia-noite da próxima quarta-feira (13).

Com informações da Agência Brasil

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *