Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Proposta proíbe colocação de películas que comprometam visão de retrovisores


Por Mariana Czerwonka Publicado 12/03/2017 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h29
Ouvir: 00:00
Película nos carrosO deputado explica que, além de ser utilizada como um acessório, as películas reduzem os efeitos dos raios solares e dificultam a visualização do interior do veículo.

Proposta em análise na Câmara dos Deputados proíbe a colocação de películas automotivas em áreas que comprometam a visão que o condutor tem dos espelhos retrovisores.

Pelo texto, a instalação de película nas áreas envidraçadas laterais dianteiras do veículo deverá respeitar um espaço mínimo de 20 centímetros a partir dos retrovisores para não os encobrir. É o que prevê o Projeto de Lei 4021/15, do deputado Evandro Roman (PSD-PR).

O deputado explica que, além de ser utilizada como um acessório, as películas reduzem os efeitos dos raios solares e dificultam a visualização do interior do veículo, o que aumenta a segurança contra roubos.

Por outro lado, entretanto, Roman sustenta que o uso indiscriminado de películas acaba comprometendo a segurança do trânsito.

“Isso ocorre porque a instalação de películas nos vidros laterais acaba reduzindo o campo de visão do condutor, ao encobrir os retrovisores laterais, principalmente à noite e sob chuva”, observou.

O projeto altera o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9.503/97), que já veda a colocação de películas quando comprometer a segurança do trânsito e remete à regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *