Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Veja aqui as infrações mais cometidas durante o feriado nas rodovias

A lista de infrações mais cometidas pelos condutores nas rodovias do Mato Grosso do Sul no feriado possui registros recorrentes.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 08/11/2023 às 11h00
Ouvir: 00:00

Para coibir as infrações e crimes de trânsito nas rodovias estaduais e municipais de Campo Grande e Dourados, as Unidades Operacionais do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) realizaram entre 2 e 5 de novembro a Operação Finados 2023. 

Durante ação os agentes da autoridade de trânsito  abordaram 465 condutores e emitiram 303 autuações.

A lista de infrações mais cometidas pelos condutores sul-mato-grossenses no feriado possui registros recorrentes, como dirigir sem cinto de segurança, conduzir veículo sem possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e ultrapassar em faixa contínua.

Foram 41 autuações por dirigir sem usar o cinto de segurança, 33 por faróis desligados no período noturno, 31 por licenciamento vencido, 27 por estacionar o veículo no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, 23 por conduzir veículo com placa sem condições de legibilidade, além de 15 sem possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação), 12 por ultrapassagem em local proibido e 6 por embriaguez ao volante. 

Conforme o órgão, em Dourados, a Operação Finados flagrou uma pessoa portando CNH falsificada. A polícia prendeu o condutor em flagrante. Ele alegou ter adquirido o documento na categoria “D” e com a observação “EAR”, no estado do Paraná (PR) pelo valor de R$ 2 mil.

“Essa situação representa um alto risco para a segurança viária, colocando em perigo a vida das pessoas que circulam nas vias públicas”, pontua o chefe de fiscalização do Detran-MS, Ruben Ajala.

É importante ressaltar que um condutor habilitado na categoria “D” com observação de exercício de atividade remunerada está autorizado a operar alguns tipos de veículos. “Neste caso específico, o motorista não passou pelo curso de formação de condutores. Dessa forma, carecendo de conhecimentos das Leis de Trânsito, técnicas de direção veicular, além de não ter sido submetido à exames psicológico e médico. Isso cria uma situação de alto risco nas vias públicas colocando em perigo a vida das pessoas”.

Além dos Agentes de Autoridade de Trânsito do Detran-MS, a operação em Dourados contou com apoio da Polícia Militar assim como da Guarda Municipal.  

As informações são de Mireli Obando, do Detran-MS

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *