Notícias

Notícias

Horário alternativo no trabalho ajuda a escapar dos congestionamentos 

Para evitar os picos de congestionamento, uma empresa de Osasco, na Grande São Paulo, resolveu mudar o horário de entrada e saída de seus funcionários. Eles entram 10 minutos mais cedo, perdem 10 minutos de almoço e saem do trabalho às 16h30. Segundo o gerente geral, José Antonio Boteon, a medida já foi suficiente para que os funcionários não peguem o horário de pico. “Essa pequena mudança já mudou o tempo determinado do transporte”. Alternativas para escapar do trânsito e do transporte público serão abordados na série de reportagens “Anda São Paulo”, que estreia nesta segunda-feira (13), no Bom dia São Paulo SPTV 1º edição e 2º edição. A flexibilização do horário de trabalho em São Paulo está em discussão desde a década de 1970 e, de lá pra cá, bancos e alguns tipos de comércio mudaram seus horários de funcionamento. Entretanto, isso não foi suficiente para melhorar o caos dos congestionamentos na cidade. Há 20 anos, a cidade tinha uma média de 28 km de lentidão às 19h. Em 2002, esse índice já tinha subido para 82 km. No ano passado, o congestionamento já passava dos 100 km. Algumas empresas têm congestionamento até nos elevadores, dentro das garagens comerciais. Entre às 7h e às 9h, 4,5 mil passageiros entram nos trens da CPTM a cada minuto. No Metrô, são 7,6 mil pessoas por minuto. “Nós não precisamos ter todo mundo entrando em 7h e 9h. Isso é impossível”, diz o presidente da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Ailton Brasiliense Pires. Segundo a Associação Comercial de São Paulo, o comércio já tem um horário flexível e que os shoppings, por exemplo, abrem às 10h e fecham às 22h. As lojas de rua têm liberdade para fazer a mesma coisa. Fonte: Globo.com

Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *