Notícias

Notícias

Ministério da Saúde lança aplicativo que integra SAMU ao Facebook 

Ministério da Saúde lança aplicativo que integra SAMU ao Facebook

Samu integrado ao FacebookApp permite acionar Samu com apenas um toque no smartphone. Medida irá ‘diminuir resposta nos atendimentos’, diz ministério

O Ministério da Saúde apresentou nesta quinta-feira (30) um aplicativo que permite acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com apenas um toque na tela de smartphones, tablets e na página do serviço no Facebook. O anúncio foi feito pelo ministro Alexandre Padilha em visita à feira Campus Party, que acontece até o domingo (2) na cidade de São Paulo.

De acordo com o ministério, a criação do aplicativo, que se conecta à rede social Facebook e ao serviço de mapa de trânsito colaborativo Waze, tem como objetivo “diminuir o tempo de espera para cada atendimento realizado, com mais transparência”. Os testes serão realizados no carnaval de Salvador e na Copa do Mundo no Brasil.

Ao solicitar o serviço, além de chamar a ambulância facilmente, o usuário poderá ter auxílio de mapa do trajeto percorrido pela ambulância até chegar ao local do atendimento.

O aplicativo pode ser acionado pelo site “samuemergencia.com.br” (clique aqui para acesar) e exige ter uma conta no Facebook. Ao entrar no endereço ele fará a conexão com a conta da rede social.

Será necessário, também, preencher informações sobre a saúde do usuário como, por exemplo, se ele tem plano de saúde, se tem hipertensão ou diabetes. Os dados serão disponibilizados para a equipe que prestará o socorro. Também é necessário escolher familiares e amigos para serem avisados automaticamente em caso de emergência, ou seja, quando for acionado o serviço do Samu. O chamado também será registrado na página do usuário.

De acordo com o ministério, a medida deve diminuir o tempo de resposta para os atendimentos, “uma vez que o aplicativo fornece de forma automatizada e instantânea para o sistema todas as informações básicas que são solicitadas pelo técnico que atende ao chamado – os dados de identificação e localização precisos são enviados pela internet”.

“Tenho uma preocupação muito grande que a gente possa ter soluções de TI para melhorar a transparência, para que o cidadão possa acompanhar melhor os recursos, o atendimento, como é que é feita a cobrança. Então, estamos lançando esse aplicativo e esperando que vocês [participantes da Campus Party] possam dar sugestões, aperfeiçoar ou criar outras soluções”, disse o ministro em nota divulgada no site do Ministério da Saúde.

Fonte: G1 Notícias

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']