Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

12 de julho de 2024

Dia do Mototaxista: conheça mais detalhes sobre a profissão que ganha cada vez mais espaço das ruas 


Por Accio Comunicação Publicado 25/09/2023 às 18h00
Ouvir: 00:00

Você sabia que além de motoboy, também existe a profissão de mototaxista? No Brasil, essa profissão já esteve envolvida em algumas discussões. Vale duas questões: 

  1. Como o fluxo de mototáxis afeta o trânsito das cidades?
  1. Qual a segurança dos condutores e dos passageiros que usam esse serviço?
homens-andando-de-moto-de-dia
Foto: Freepik

Em novembro de 2020, a Uber anunciou a chegada da Uber Moto. A nova opção oferece o transporte de passageiros via mototaxistas. De acordo com a empresa, a Uber Moto é oferecida em 170 cidades no Brasil. 

Do mesmo modo, o aplicativo 99 lançou o 99 Moto, que oferece a mesma opção para os usuários do App. De acordo com a 99, a nova opção opera em mais de 3 mil municípios e é utilizada por 1,3 milhão de pessoas. 

Sim. No Brasil, a Lei Nº 12.009, de julho de 2009, regulamenta tanto a profissão de mototaxista como o serviço dos motoboys

Quais os requisitos para ser um mototaxista? 

  • Ter completado 21 anos; 
  • Possuir o mínimo de 2 (dois) anos de habilitação na categoria “A”; 
  • Estar vestido com colete de segurança com dispositivos retrorrefletivos; 
  • Ser aprovado em curso especializado e regulamentado pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) com atualização a cada 5 anos. 
Homem parado ao lado de moto, usando capacete com a viseira aberta.

O mototaxista no Brasil 

De acordo com dados divulgados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) de 2021, há mais de 945 mil motoristas de aplicativo e taxistas no Brasil. A mesma pesquisa mostra que existem 22 mil motociclistas fazendo entregas e 222 mil mototaxistas circulando pelo país.  

Além disso, os dados do Ipea mostram que 55 mil trabalhadores usam outro meio de transporte para entregar produtos pelo país. 

De acordo com um levantamento feito pela Gaudium, o estado de Minas Gerais liderava o ranking com o maior número de mototaxistas, seguido pelos estados de Rondônia e Pará. 

Entretanto, o número de vítimas de motociclistas por lesões no trânsito aumentou no país. Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2021, 11,1 mil pessoas morreram em acidentes com moto. 

Isso representa 35,3% de todos os óbitos por lesões no trânsito

Serviço de mototáxi em grandes cidades 

O anúncio do lançamento do Uber Moto em São Paulo (SP) e no Rio de Janeiro (RJ) aconteceu em janeiro desse ano. Porém, ambas as prefeituras entraram com um pedido de suspensão da modalidade

Com isso, após veto da modalidade pela prefeitura paulistana (por falta de regulamentação), a Uber confirmou a suspensão da Uber Moto em São Paulo

Da mesma forma, a 99 também comunicou a suspensão do serviço de viagens com motocicleta para passageiros na capital paulista. 

Em Curitiba (PR), em maio deste ano, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) liberou nove projetos de lei para tramitar a autorização do serviço de mototáxi na capital paranaense.  

Porém, mesmo com esses projetos de lei, a circulação de mototáxis na capital paranaense permanece desregulamentada. 

O que você achou do conteúdo? Deixe a sua opinião nos comentários! 

Veja também no Portal do Trânsito:

Receba as mais lidas da semana por e-mail

1 comentário

  • José Renato
    11/06/2024 às 21:31

    Queria saber quantos profissionais mototaxista e motoboy,está incluso nesses números. Muitos desses acidentes de motociclista não são mototaxista nem moto-boy. São pessoas sem nenhuma experiência com moto que vão para vias .

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *