Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

24 de julho de 2024

Mobilidade corporativa: tecnologia reduz em até 50% custos com transporte de funcionários


Por Mariana Czerwonka Publicado 08/08/2022 às 20h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h06
Ouvir: 00:00

Tanto as empresas parceiras quanto os colaboradores têm benefícios assim como facilidades nesse modelo de mobilidade corporativa. Veja quais!

Diante dos consecutivos atrasos dos ônibus e vans que são fretados pelas empresas para o transporte de seus funcionários, atrelado ao uso cada vez maior da tecnologia, um grupo de amigos teve a ideia de fundar em 2014 o Fretadão. O objetivo foi criar uma empresa de fretamento empresarial e mobilidade corporativa que possibilitaria a redução de até 50% nos custos com deslocamento de funcionários.

Os serviços da empresa podem ser realizados tanto para o gerenciamento de fretados como para a gestão centralizada de diferentes opções de transporte, como táxis e carros de locadora, por exemplo. “Nossa equipe cuida do monitoramento diário e em tempo real de todas as linhas usadas pela empresa. Fazemos uma análise constante dos itinerários, considerando novas admissões e demissões”, detalha Luís Henrique Diogo, analista de Marketing do Fretadão.

Praticidade

Tanto as empresas parceiras quanto os colaboradores têm benefícios assim como facilidades. Os funcionários, por exemplo, podem acompanhar o fretado em tempo real por meio de um aplicativo que permite registrar o embarque por QR Code.

Já, as empresas parceiras têm as licenças necessárias e passam por uma homologação presencial. Além disso, os veículos recebem rastreador e sistema de telemetria capaz de detectar, por exemplo, freadas e acelerações bruscas ou excesso de velocidade.

Há, ainda, a possibilidade de utilizar os serviços como pessoa física, sem número mínimo de funcionários. Dessa forma, basta apenas informar os pontos de origem e destino para que a empresa possa avaliar a possibilidade de atendimento a partir de operações já previstas.

Integração

Com o desenvolvimento do aplicativo Mobicity, foi possível ampliar a mobilidade dos funcionários que podem contar com serviços que integram  em uma só plataforma as opções de táxi, carros de aplicativo, de locadora ou da frota interna de uma mesma companhia.

De acordo com Marcelo Sakai, CEO e fundador do Mobicity, no momento em que o colaborador precisa de transporte, o aplicativo lhe mostrará a melhor opção de mobilidade corporativa.

“Com o aplicativo, a empresa consegue automatizar todos os processos de gestão, auditoria e pagamento dos transportes. O aplicativo também permite o compartilhamento de viagens automaticamente. Se, por exemplo, dois funcionários pedem um táxi com ponto de partida e destino parecidos, o Mobicity identifica a possibilidade de compartilhamento. E, sendo assim, abre uma janela de diálogo entre eles”, explica.

Reconhecimento e perspectivas

O executivo evidencia ainda, que a economia de R$ 1,2 milhão obtida pela Enel em um ano rendeu ao Mobicity um reconhecimento, em 2019, pela Organização das Nações Unidas (ONU). Seu uso permitiu a redução de ociosidade na frota interna da Enel e o compartilhamento de corridas reduziu em 18% a quantidade de viagens. “Em breve as viagens aéreas também serão incorporadas ao aplicativo, e, no futuro, eu espero incluir o transporte público. A perspectiva é ter tudo no Mobicity e atuar como um Google da mobilidade”, estima e finaliza Sakai.

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *