Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de julho de 2024

Abraciclo lança segunda edição do Guia do Ciclista Seguro

Revista e ampliada, publicação apresenta novidades nas áreas de tecnologia, legislação e segurança viária.


Por Assessoria de Imprensa Publicado 25/08/2023 às 18h00
Ouvir: 00:00

A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo lançou a segunda edição do Guia do Ciclista Seguro no Shimano Fest, que aconteceu entre os dias 17 e 20 de agosto, no Memorial da América Latina, na capital paulista. Apontado como o maior evento de bicicletas do continente latino-americano, os dois primeiros dias foram dedicados aos profissionais do mercado. Já os outros dois, para o público em geral.

A publicação traz novidades como a resolução do Conselho Nacional de Trânsito que entrou em vigor em 3 de julho. Ela regulamenta o uso das bicicletas elétricas. De acordo com a legislação, a potência máxima permitida agora é de 1.000 Watts e a velocidade máxima de assistência, de até 32 km/h. Os locais de circulação nas cidades e a velocidade permitida, no entanto, continuam sob a responsabilidade do órgão competente de cada município.

Novos capítulos

Também foram adicionados novos capítulos como, por exemplo, o Surgimento da Bicicleta – que destaca a Drausiana como precursora da bicicleta -, os Cuidados ao Pedalar com Sapatilhas de Encaixe – com dicas de utilização -, e os cuidados com a bateria de uma bicicleta elétrica – abordando o local e tempo de recarga ideais, cuidados com a temperatura ambiente etc.

Outros temas de destaque abordados na publicação são o que deve se checar antes de sair com a bicicleta, como circular nas grandes cidades e em vias com ou sem infraestrutura cicloviária, como sair de situações de riscos e o que deve se observar nos passeios com as crianças.

O designer e ilustrador Puga Menezes desenvolveu o projeto gráfico do guia.

“Trabalhei na primeira edição e revisitei aquele material, trazendo conceitos contemporâneos e de acordo com a nova realidade, como o aumento do uso das bicicletas elétricas. Daí, o destaque na capa da publicação”, explica.

No Shimano Fest 2023, todos os inscritos digitalmente receberam um e-mail com o link para baixar o novo material. Além disso, o público presente pode baixar a nova edição por meio de QR Code distribuídos por promotores da Abraciclo.

A Abraciclo, em apoio a suas quatro associadas do segmento de bicicletas – Audax, Caloi, Oggi e Sense -, distribuiu também adesivos refletivos. É possível colocá-los em bicicletas ou em acessórios, como o capacete.

Dia do Ciclista

No último sábado, 19 de agosto, foi o Dia Nacional do Ciclista. A Abraciclo comemorou a data. Além disso, reafirma seu trabalho em prol do desenvolvimento de uma cultura favorável ao uso da bicicleta junto a todos os órgãos de trânsito. A associação sustenta que é necessário melhorar as condições das ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas para que a bicicleta seja uma alternativa de transporte acessível e segura para a população.

Estima-se que a frota nacional seja de 70 milhões de unidades. Ou seja, o Brasil é o quarto maior produtor de bicicletas – ficando atrás apenas da China, Taiwan e Índia. Além das quatro fabricantes (Audax, Caloi, Oggi e Sense) instaladas no PIM – Polo Industrial de Manaus (AM), existem outras empresas que produzem componentes assim como montam bicicletas espalhadas em outros estados do Brasil. A estimativa é que se produza cerca de 3.000.000 unidades, inclusive as bicicletas de uso infantil.

De acordo com a pesquisa “Ciclismo ao Redor do Mundo”, realizada pela Ipsos (empresa de pesquisa e inteligência de mercado), 91% dos cerca de mil brasileiros entrevistados, defendem que o uso do modal é importante para a redução de emissões de carbono e do trânsito. Ainda segundo o estudo, 78% dos pesquisados responderam que concordam com a frase “o ciclismo é uma tendência urbana”.

Realizada entre os dias 25 de março e 8 de abril de 2022, a pesquisa ouviu 20.057 pessoas, com idades entre 16 e 74 anos, de 30 países.  Desse total, cerca de 1.000 entrevistados eram brasileiros. Entre os países englobados também estão, por exemplo, Alemanha, Austrália, Canadá, Chile, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Holanda, Índia, Itália, Japão, México, Polônia, Rússia e Turquia. A entrevista aconteceu em formato on-line.

Acesse o Guia do Ciclista Seguro 2ª Edição – 2023, clique aqui.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *