Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Saiba quanto ganha um motorista por aplicativo em 2023

Ganhos variam de acordo com uma série de fatores. Veja quais!


Por Agência de Conteúdo Publicado 18/03/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00
Quanto ganha um motorista de aplicativo 2023
Os ganhos mensais de um motorista por aplicativo dependem de alguns fatores. Imagem de Oleksandr Pidvalnyi por Pexels

Trabalhar como motorista de aplicativo continua sendo uma opção para muitos brasileiros. Segundo os últimos dados do Ipea sobre o assunto, divulgados em 2021, o Brasil tem 945 mil taxistas e condutores por aplicativos, como Uber e 99. A possibilidade de trabalhar em horário flexível, os ganhos variáveis e o fato de o próprio carro ser o instrumento de trabalho são as razões principais para se tornar um profissional. Mas será que financeiramente compensa?

A maior parte das pessoas não tem ideia do quanto ganha um motorista por aplicativo. Até porque, essas ferramentas digitais foram criadas para diminuir os custos para os passageiros. Antes de uma corrida começar, as duas partes já sabem o valor dela – tanto quem irá pagar quanto quem irá receber.

Qual é a média de ganhos de um motorista por aplicativo?

Os ganhos mensais de um motorista por aplicativo dependem dos seguintes fatores: distância das corridas, tipo de carro, ferramenta usada e até o período trabalhado. Em geral, as corridas mais longas e durante os picos – em dias de chuva, por exemplo – pagam mais. Porém, o faturamento de um condutor é uma média do quanto ele dirige em um mês, e isso inclui trajetos mais curtos e sem demanda.

Por esse motivo, é importante analisar como cada aplicativo remunera os motoristas, lembrando que o valor das corridas não vai direto para esses profissionais. Na Uber, não existe uma cobrança fixa de taxa, mas a ferramenta cobra de 1% a 40% do total da viagem, dependendo das condições do trajeto, como tarifa dinâmica, ou seja, a demanda dos passageiros.

Na 99, novas regras foram anunciadas recentemente. Segundo a empresa, caso o motorista realize pelo menos 10 corridas na semana, ele será cobrado em no máximo 19,99% do valor das corridas. No dia a dia, pode haver um desconto maior, porém, um reembolso é feito na semana seguinte, sempre às segundas-feiras, se o mínimo de trajetos for preenchido.

No geral, os motoristas por aplicativos tiram por mês R$ 2.287, de acordo com o site Glassdoor, que recebe respostas dos profissionais.

Esse é o salário geral do país, e pode variar para mais ou para menos, dependendo da região.

No site da Localiza, há uma estimativa de que motoristas que trabalham quatro horas por dia podem receber até R$ 2.400. No entanto, se a jornada chegar a 12 horas, então, os ganhos podem alcançar R$ 7.000.  

Vale notar ainda que a depender do tipo de carro e de combustível usado o lucro também pode ser impactado. Afinal, por se tratar de um trabalho por conta própria, é o profissional que deve arcar com essas despesas.

O que é necessário para se tornar um motorista por aplicativo?

Para se tornar um motorista por aplicativo, é necessário que a pessoa interessada e o veículo atendam a alguns critérios. Independentemente do aplicativo que será usado, as regras costumam ser as mesmas.

Para o condutor, é exigido que ele tenha mais de 18 anos e CNH com a descrição Exerce Atividade Remunerada – EAR. Para quem já tem carteira de motorista, basta fazer uma solicitação no Detran regional, realizar a avaliação psicológica e pagar a taxa referente ao serviço. A inclusão da EAR é feita em poucos dias.

Também é necessário que o condutor esteja com todos os documentos regularizados, para que possa apresentá-los durante o cadastro na plataforma. Ou seja, para atuar nessa área, é preciso se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI) e se formalizar na categoria de motorista.

Outro ponto que merece atenção é que a pessoa deve possuir um smartphone que suporte o aplicativo. Embora os apps não necessitem de tanta memória, como as pessoas costumam ter mais documentos e arquivos, isso pode afetar o uso da ferramenta de trabalho.

Pensando nesse aspecto, vale a pena ter um aparelho apenas para trabalhar na rua. É interessante até aproveitar as oportunidades, como as promoções das Lojas Cem celulares, que têm aparelhos de custo médio, como o Motorola E22, que dão conta do recado. Vale também fazer um seguro para o smartphone, pois ele será sempre usado e requer tantos cuidados quanto o veículo.

O motorista também deve se lembrar que precisará estar sempre conectado. Por esse motivo, vale a pena fazer um plano de pacote de dados para evitar problemas de internet durante as corridas.

Quando o assunto é o carro utilizado, muitas pessoas não sabem, mas é possível utilizar um alugado. Nesse caso, as vantagens são evitar gastos com IPVA, seguros e manutenção. A mensalidade do veículo, mesmo sendo um custo, pode sair mais vantajosa. De qualquer forma, é importante buscar auxílio para calcular o que compensa mais.

É obrigatório que o carro tenha quatro portas. Outras exigências variam de localidade para localidade. Na cidade de São Paulo, por exemplo, veículos com mais de nove anos não estão recebendo solicitações de viagens, como apurado no site da Uber. Na categoria UberX, não são aceitos veículos com placa vermelha, plotados, adesivados, entre outros.

Motoristas poderão ganhar mais?

Este mês, a Prefeitura de São Paulo lançou um aplicativo de transporte individual que se chama MobizapSP. O intuito é melhorar as condições de trabalho bem como remuneração para os motoristas, além de ser mais uma solução para os passageiros.

Segundo comunicado oficial, a princípio, o aplicativo terá uma taxa de administração fixa de  10,95%. Todos que estiverem na cidade de São Paulo poderão usar a plataforma e se deslocar, até mesmo se o destino for em outra cidade. Como o aplicativo ainda não está em funcionamento, não é possível avaliá-lo de fato.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

2 comentários

  • Joaquim rezini
    22/04/2023 às 14:29

    Já fui motorista da 99 gostaria de voltar mas hoje não tenho carro, como posso me cadastrar e conseguir alugar um carro

    • Luiz Augusto
      15/05/2023 às 13:19

      Existem locadora de veículos. Se a sua cidade não for um cubículo deve ter.

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *