Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

23 de julho de 2024

Escolha de lona de caminhão depende do tipo de carga e modelo do veículo


Por Mariana Czerwonka Publicado 03/05/2022 às 21h00 Atualizado 08/11/2022 às 21h11
Ouvir: 00:00

A lona de caminhão evita o derramamento de resíduos nas rodovias e vias públicas, diminuindo assim o risco de acidentes. 

O transporte seguro de cargas depende de vários fatores, como manutenção em dia do caminhão e prudência do condutor. A lona utilizada para transportar a mercadoria também tem fundamental importância para evitar o derramamento de resíduos nas rodovias e vias públicas, diminuindo assim o risco de acidentes. No entanto, é preciso pensar na proteção mais adequada, que vai depender do tipo de carga, modelo e tamanho do veículo.

Além de trazer mais segurança, a Resolução 946/22 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que dispõe sobre o transporte de cargas de sólidos a granel nas vias abertas à circulação pública em todo o território, determina que é obrigatório que as cargas transportadas estejam totalmente cobertas por lonas ou dispositivos similares.


Leia também:


Material da lona de caminhão

O tipo de carga que será transportado é um dos principais itens a ser avaliado para a escolha correta da proteção.

Segundo Aureovaldo Casari, gerente comercial da Cipatex®, indica-se a lona vinílica de PVC, por exemplo, para cargas a granel, como grãos, areia, pedra, cimento, carvão e adubo, além de outras cargas secas, como sacarias. “Quando produzida com material de qualidade, apresenta alta durabilidade, resistência contra mudanças climáticas, com proteção contra raios UV e impermeável”, pontua.

Para proteger caixas de verduras e legumes a recomendação é utilizar a lona de algodão, que permite boa circulação de ar e pode cobrir produtos sólidos e aerados. Já, a de tela se utiliza para proteger a caçamba e aplicada para cobrir caminhões que transportam sucatas, entulhos e lixo.

Outro tipo de lona é a feita de polietileno ou plástico. Ela é mais simples, de baixa densidade e de menor resistência, sendo indicada para uso temporário.

Modelo e tamanho do caminhão

Além de levar em conta o tipo de carga e matéria-prima da lona, o caminhoneiro deve observar o modelo do caminhão, formato e dimensões da carroceria. Se a proteção não cobrir toda a carga pode ocorrer o derrame da mercadoria nas estradas e vias públicas. E isso pode causar prejuízos e acidentes.

Ao utilizar uma lona pequena demais, a carga fica desprotegida e pode sofrer danos com o sol intenso, bem como chuva e vento. Se for muito grande, pode ficar frouxa e acabar se soltando da carroceria com mais facilidade.

Portanto, calcular as proporções necessárias para cobrir totalmente a carga é fundamental. As medidas variam muito e para um caminhão 3/4, por exemplo, os tamanhos de lona indicados são 5X4m, 6X4m ou 6X4m, para um treminhão, 10,5X5,5m.

Qualidade e manutenção da lona

Após considerar o tipo de lona, o modelo do caminhão e dimensões da carroceria, deve-se levar em conta a qualidade do material utilizado na confecção da proteção para ter um produto durável. E, além disso, garantir mais segurança no transporte.

“A qualidade do acabamento da lona, costura, emendas, argolas ou ilhoses pode fazer muita diferença na vida útil da peça”, comenta Casari.

Seguir os cuidados recomendados pelo fabricante, realizar a manutenção e armazenamento adequados são imprescindíveis para garantir a durabilidade da peça. Arrastar a lona sobre superfícies ásperas e pontiagudas, por exemplo, além de guardá-la suja ou molhada podem danificar o material.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *