Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

17 de julho de 2024

Médico do tráfego sofre ameaças por recusar suborno e entidade se manifesta

Dr. Alysson Coimbra é reconhecido nacionalmente pelo trabalho exemplar na área de segurança e medicina de tráfego.


Por Mariana Czerwonka Publicado 15/06/2024 às 13h00
Ouvir: 00:00
Alysson Coimbra
Dr. Alysson Coimbra é reconhecido nacionalmente pelo trabalho exemplar na área de segurança e como médico do tráfego. Foto: Reprodução vídeo

Na última semana, um fato chamou a atenção de todos os envolvidos na área do trânsito. O Dr. Alysson Coimbra, médico do tráfego e coordenador nacional da Mobilização de Médicos e Psicólogos Especialistas em Tráfego, além de assíduo colaborador em reportagens do Portal do Trânsito, sofreu graves ameaças ao recusar suborno de um motorista que pleiteava a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O vídeo com as ameaças foi publicado nas redes sociais do especialista, como você pode ver aqui.

Dr. Alysson é reconhecido nacionalmente por sua conduta ética. Além disso, pelas ações que promove em prol da segurança viária e da preservação da vida no trânsito.

Diante do ocorrido, a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (ABRAMET) divulgou uma nota oficial lamentando o ocorrido.

Na nota, a ABRAMET manifesta seu REPÚDIO ao ato praticado pelo candidato à renovação, o qual deve apurado e punido de forma exemplar pelas autoridades competentes. Dessa forma, demonstrando o compromisso da máquina pública com o combate à corrupção. Além disso, declara seu amplo APOIO e SOLIDARIEDADE ao médico ameaçado. Este, agiu com retidão e responsabilidade, contribuindo com a integridade do processo de avaliação de condutores e reforçando o compromisso da Medicina do Tráfego com o ético exercício da profissão.

“Diante dessa situação, a ABRAMET ressalta a necessidade de garantir aos médicos e outros profissionais envolvidos no processo de emissão de CNHs a proteção necessária para a condução de suas atividades com imparcialidade e autonomia, sem risco de se tornarem foco de agressões, abusos ou outras irregularidades”, informou a entidade na nota.

Ainda conforme o documento, a ABRAMET reitera o seu compromisso institucional com o respeito às leis, a promoção da justiça e a defesa da ética. “Estes são valores fundamentais para a criação de um ambiente seguro no trânsito. Com benefício para motoristas, passageiros, pedestres assim como agentes de fiscalização”, conclui a nota.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *