Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

18 de julho de 2024

Você sabia que o pneu do carro pode entortar?


Por Talita Inaba Publicado 14/08/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h32
Ouvir: 00:00

Se você sente uma trepidação estranha no seu carro, dê uma olhada nos pneus. Eles podem estar tortos, o que os deixa instável, especialmente nas rodas dianteiras. Os pneus costumam entortar por dois motivos: deformação por pancadas ou desgaste irregular, explica José Carlos Quadrelli, gerente geral Engenharia de Vendas da Bridgestone do Brasil. “A deformação pode ocorrer devido a um impacto, o que pode desagregar algum componente interno e criar uma ‘bolha’ na banda de rodagem ou lateral”, diz o especialista.

Já o desgaste irregular pode ocorrer por vários motivos, como a pressão errada, falta de calibragem, desalinhamento da suspensão, desbalanceamento, desgaste ou quebra de componentes da suspensão e excesso de carga. Esses fatores “comem” a borracha mais de um lado do que do outro, deixando a peça desequilibrada. Independentemente do motivo, se o pneu estiver torto o jeito é trocá-lo. Não há concerto para recuperá-lo.

O motorista precisa ainda fazer balanceamento e geometria para conferir se o alinhamento está correto. Vale lembrar que é fundamental para vida útil do pneu a revisão da suspensão a cada 10 mil quilômetros. Com essa quilometragem também é recomendado fazer o rodízio dos traseiros com os dianteiros para garantir o desgaste uniforme da borracha.

Fonte: Terra.com.br

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *