Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

14 de julho de 2024

Conheça as montadoras que aderiram ao programa de incentivo do governo

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, nove montadoras aderiram ao programa de carro popular.


Por Pauline Machado Publicado 21/06/2023 às 13h30
Ouvir: 00:00

Na semana passada, o presidente da Anfavea, Marcio de Lima Leite, informou que já houve a utilização de 30% da cota dos R$ 500 milhões disponíveis para o segmento de automóveis no programa de incentivo e socorro às montadoras desde o seu lançamento, em 6 de junho. Houve a comprovação da informação pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços – MDIC, que confirmou o valor da reserva dos recursos, em cerca de R$ 150 milhões.

Montadoras que aderiram ao incentivo

Ainda de acordo com o MDIC, nove montadoras aderiram ao programa de carro popular. Estas inclusive já homologaram para compra com desconto patrocinado 233 versões de 31 modelos. Dentre elas estão a Renault, Volkswagen, Toyota, Hyundai, Nissan, Honda, General Motors e Stellantis, com as marcas Fiat e Peugeot. Todas requisitaram o acesso à cota inicial de R$ 10 milhões.

Dentre as que já solicitaram crédito adicional de R$ 10 milhões ao governo – recurso que é possível utilizar a partir da utilização da cota inicial dentro do pacote da montadora, estão, por exemplo, VW, Hyundai, GM, Renault e Stellantis.

Veículos comerciais

No caso dos veículos comerciais, 10 montadoras pediram adesão ao programa federal: Volkswagen Caminhões, Mercedes-Benz, Scania, Stellantis, Volvo, Ford, Iveco, Mercedes-Benz Cars & Vans e DAF.

De acordo com dados do MDIC 14% dos R$700 milhões disponíveis pelo pacote do governo já foram solicitados pelas montadoras.

O governo informou, ainda, que no caso dos ônibus, a adesão foi de nove montadoras. Ou seja, o volume total é de R$ 90 milhões, o equivalente a 30% do teto disponível, de R$ 300 milhões.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *