Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

15 de julho de 2024

Morte de jovem inspira documentário sobre vítimas de trânsito em SP


Por Mariana Czerwonka Publicado 19/09/2012 às 03h00 Atualizado 09/11/2022 às 00h05
Ouvir: 00:00

A morte do jovem Vitor Gurman, atropelado em julho de 2011, na Zona Oeste de São Paulo, resultou no documentário “Luto em luta”, em cartaz a partir de sexta-feira (21) nas salas de cinema da capital paulista. O filme mostra histórias parecidas com a do administrador morto quando voltava a pé para casa. “O documentário procura fazer um panorama da situação do trânsito no Brasil, mais especificamente na cidade de São Paulo. Isso tudo através de familiares que perderam pessoas queridas, amigos, e também da opinião de especialistas”, explica o diretor, produtor e roteirista, Pedro Serrano. O filme é uma produção independente que durou um ano para ser finalizado e custou R$ 35 mil. Ele expõe, através de depoimentos de vítimas, familiares e imagens de acidentes, a tragédia diária do trânsito da capital paulista. Pedro ouviu especialistas em trânsito, médicos, psicanalistas, jornalistas, juristas, políticos e cidadãos comuns. Só neste ano, de janeiro a junho, 604 pessoas morreram no trânsito de São Paulo. Destas, 266 eram pedestres. Muitas morreram atravessando avenidas movimentadas. Outras morreram andando na calçada, como aconteceu com Gurman. “Ninguém precisa passar por isso para se conscientizar. A gente teve que passar. Eu acho que todo mundo tinha que começar a pensar no outro, ser mais cidadão e começar a ter mais consciência do carro, do volante”, diz a produtora Sophia Tess. O filme será exibido nas salas de cinema da rede Cinemark dos shoppings Aricanduva, Central Plaza, Guarulhos, Interlagos e Santa Cruz. O valor do ingresso depende da sala onde o filme será exibido. A classificação é livre. Veja o trailer do documentário: FONTE: G1

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *