Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

15 de julho de 2024

Motoristas de aplicativo podem ter mais facilidade com controle de despesas com o uso de tecnologia


Por Agência de Conteúdo Publicado 27/02/2022 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h14
Ouvir: 00:00

Inovações são grandes aliadas aos motoristas de aplicativo para organizar as finanças e tentar lucrar mais.

Há alguns anos, o trabalho informal vem se popularizando cada vez mais no Brasil. Isso se deve, principalmente, pela dificuldade de conseguir um emprego. E com a chegada da pandemia do coronavírus, o cenário se agravou. Segundo levantamento realizado pela IDados, com base nos indicadores da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), durante um ano da crise sanitária, cerca de 377 brasileiros perderam o emprego a cada hora. Em meio a esse mar de desempregados, que já somam mais de 13 milhões, uma das saídas escolhidas das pessoas foi ir para o lado informal, principalmente para o segmento do transporte por aplicativo.

De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), hoje são cerca de 1,4 milhão de motoristas de aplicativo. Com isso, conseguiram ter uma renda para se sustentar, em meio às duas crises enfrentadas: sanitária e econômica.

Despesas motoristas de aplicativo

Mas nem tudo são flores. Segundo a Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo, 25% das pessoas deixaram o setor pela inviabilidade econômica.

Motoristas, por muitas vezes, enfrentam batalhas com os aplicativos para ter reajustes nos repasses dos ganhos. Os relatos são de que chamadas são recusadas porque a cobrança só inicia quando o cliente entra no carro. Isso porque a alta dos combustíveis prejudicou muito e ficou desvantajoso para eles aceitarem determinadas corridas, principalmente quando o passageiro está um pouco longe.

Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) indicam que o preço da gasolina, desde 2018, teve aumento de cerca de 40%. O etanol e o GNV não passaram ilesos – inclusive, muitos motoristas alteram a forma do combustível do veículo e acrescentam o conhecido gás.

Por outro lado, existe a tecnologia que pode ajudar motoristas de aplicativo a reduzirem despesas, e que está a favor de quem sabe usar. Com essas insatisfações, muitos motoristas investiram no próprio aplicativo para transporte, cobrando corridas e taxas mais baratas. Além disso, é fundamental ter um controle minucioso das despesas para encontrar um equilíbrio financeiro entre faturamento e custos. Muitas vezes, pode parecer complicado, mas, em paralelo a isso, é possível realizar uma gestão de WhatsApp com atendimentos extras.

Isso acontece pelo fato de a tecnologia estar envolvida em quase tudo que fazemos. As evoluções acontecem de uma forma muito rápida e estão interligadas aos comportamentos básicos do dia a dia. E certamente isso não vai se diferenciar de suas organizações e finanças pessoais. Assim, você conseguirá ser mais produtivo, atrair novos clientes, facilitar processos e, claro, lucrar.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *