Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

22 de julho de 2024

Motoristas de ônibus do Rio vão ter conduta no trânsito monitorada


Por Talita Inaba Publicado 05/05/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h40
Ouvir: 00:00

A busca por maior segurança no trânsito levou a prefeitura carioca a criar o Programa de Monitoramento e Controle de Conduta dos Motoristas de Ônibus. O decreto que oficializa a iniciativa foi publicado neste sexta-feira no Diário Oficial do município.

O programa pretende “aperfeiçoar, controlar e fiscalizar a atuação dos motoristas de ônibus, de modo a garantir maior qualidade na prestação do serviço e promover a segurança dos usuários e de terceiros”. Somente no período de 30 de abril até a manhã de hoje, três ciclistas foram atropelados por ônibus na cidade. Um deles morreu.

O decreto estabelece que os 18 mil motoristas que trabalham atualmente nas empresas de transporte coletivo em operação na capital fluminense e os que vierem a ingressar no sistema terão de passar por um programa de treinamento e reciclagem que deverá ser oferecido pelas concessionárias de ônibus no prazo de até um ano, a contar desta sexta-feira. O planejamento e conteúdo dos cursos terão de ser submetidos à secretaria dentro de 30 dias, de acordo com o decreto.

As concessionárias terão de implantar também um sistema de controle que permitirá à prefeitura conhecer todas as infrações cometidas pelos motoristas durante o trabalho. O sistema deverá identificar a natureza da infração e o condutor do veículo infrator, informou a secretaria por meio da assessoria de imprensa. Após treinamento específico, 100 guardas municipais auxiliarão na fiscalização.

As empresas terão prazo até 30 dias para submeter o sistema de gerenciamento da conduta dos motoristas à aprovação do órgão, que definirá as penalidades para os infratores, incluindo a demissão. A empresa que não cumprir as normas estabelecidas poderá perder a concessão.

Fonte: Terra.com.br

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *