Notícias

Notícias

Movimento Chega de Acidentes 

A ONU (Organização das Nações Unidas) estabeleceu, durante sua Assembleia Geral, em 2 de março último, a Década de Ações para a Segurança no Trânsito de 2011 a 2020 com a meta de estabilizar e reduzir acidentes de trânsito em todo o mundo. Na recente resolução adotada, os 192 países membros da ONU solicitam à OMS (Organização Mundial da Saúde), em cooperação com outros parceiros, a elaboração de um plano diretor para guiar as ações nessa área durante os próximos dez anos. E ainda, que cada um desses países estabelecem suas metas nacionais para a redução de acidentes até o final do período correspondente à Década.  permenecem um problema de saúde pública, principalmente nos países de média e baixa renda. Segundo a OMS, o número de mortes em consequência de acidentes no trânsito chega a 1,3 milhões ao ano. E se não houver medidas dos governos, a perspectiva é que em 2020 esse número possa aumentar para 2 milhões. Conferência de Moscou influenciou a decisão da ONU A inclusão dessas ações, em prol da segurança viária, nas discussões da Assembleia Geral, somente se deu graças aos esforços dos representantes de cerca de 140 países que se reuniram na I Conferência Ministerial Global sobre Segurança Viária, realizada em Moscou, na Rússia, em novembro de 2009. A conferência resultou na Declaração de Moscou que solicitava à ONU que instituísse a Década da Segurança Viária. Na conferência em Moscou, o Brasil foi representado por uma delegação que contou com a participação de José Aurelio Ramalho, diretor de operações do CESVI BRASIL (Centro de Experimentação e Segurança Viária). O centro de pesquisa foi a única empresa privada convidada pelo governo brasileiro para participar como membro da delegação, oferecendo suporte técnico. Movimento Chega de Acidentes O CESVI, sempre envolvido em discussões em prol da segurança viária e veicular, acompanhando o problema no Brasil e as iniciativas da OMS e da ONU, em setembro de 2009, criou junto com outras entidades, o movimento pela implantação de um Plano Nacional de Segurança Viária no Brasil, o “Chega de Acidentes”. A campanha, que já antecipava ações antes mesmo da proclamação da Década da Segurança no Trânsito, pretende chamar a atenção da sociedade e das autoridades para o grande número de acidentes e mortes no trânsito. Em 2010, o CESVI realizará reuniões permanentes com as entidades que apoiam o movimento Chega de Acidentes, com a finalidade de articular projetos voltados para a década da segurança viária no País. No site www.chegadeacidentes.com.br um relógio virtual estima a evolução da quantidade de vítimas fatais e não fatais no Brasil, e o impacto econômico dos acidentes e suas vítimas. Desde que o relógio iniciou a estimativa, em 18 de setembro último, o trânsito já provocou a morte de 17.666* pessoas e outras 55.968* foram hospitalizadas. De acordo com dados levantados pelo movimento, o impacto econômico desses acidentes corresponde a cerca de R$ 15,6 bilhões*. Esse valor equivaleria ao investimento em 107 km* de linha de metrô em São Paulo; 314* hospitais de reabilitação; 448.514* casas populares; e cerca de 65,7 milhões* de cestas básicas. *Dados da última estimativa do Chega de Acidentes em 09/03/2010, às 09h01.

Como participar do movimento No mesmo endereço eletrônico é possível participar de um abaixo-assinado, para que a sociedade possa engajar-se em prol dessa iniciativa. As entidades interessadas em apoiar ou divulgar esta ação podem entrar em contato por meio do próprio site, que permanecerá até que um Plano Nacional de Segurança Viária seja implantado.

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']