Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de julho de 2024

ONG capacita motoristas de ônibus para atender pessoas com mobilidade reduzida


Por Mariana Czerwonka Publicado 17/06/2013 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h37
Ouvir: 00:00

A ONG Educar para o Trânsito Educar para Vida – ETEV lançou na tarde da ultima quarta-feira (12/06), o programa ‘MOTORISTA CIDADÃO, TRANSPORTE LEGAL’ tendo como público alvo motoristas de transporte coletivo do estado da Paraíba que querem contribuir para uma relação mais harmoniosa do setor de transporte com a sociedade e de si próprio com os passageiros.

O principal objetivo do programa é aprimorar e oferecer um atendimento diferenciado aos passageiros de ônibus, em especial aqueles que tenham mobilidade reduzida (idosos, deficientes, obesos e gestantes) e contribuir assim com um transporte público de qualidade, estimulando práticas de cidadania no trânsito.

O Programa (MCTL) torna-se um grande aliado para melhorar cada vez mais a prestação do serviço de transporte público e foi elaborado pela ONG ETEV que desenvolve ações educativas para o trânsito desde 2008.

O conteúdo e metodologia aplicados durante as atividades foram elaborados a partir da experiência vivenciada no cotidiano desses profissionais do volante.

Conteúdo

– Relação interpessoal (com foco no usuário interno e externo);

– Educação no trânsito (com foco no respeito ao pedestre e ao ciclista);

– Atendimento adequado a pessoa com mobilidade reduzida (idosos, pessoas com deficiência, obesas e gestantes).

Metodologia

Os participantes do programa são estimulando a uma reflexão é nesse momento que é colocado em prática a EMPATIA (eu me colocar no lugar do outro), ou seja, além do bate papo e apresentações de slides e vídeos relacionados ao tema, os motoristas são colocados em situações em que possam sentir o que uma pessoa com mobilidade reduzida passa ao pegar um ônibus.

Nas dinâmicas utilizadas eles ficam em cadeira de roda, tem os olhos vendados e é colocado em suas pernas pesos para dificultar sua locomoção, simulando a dificuldade que um cadeirante, uma pessoa com deficiência visual e que um idoso tem no dia a dia nos transporte coletivo.

Além disso, são convidadas pessoas com mobilidade reduzida para darem seus depoimentos.

Critérios estabelecidos para adesão ao Programa

– Fazer parte do sistema de transporte coletivo (ônibus) no território brasileiro;

– O programa dever ser incluído no cronograma de cursos e capacitação da empresa semestralmente;

– Turma de no máximo de trinta motoristas (para uma melhor aprendizagem).

– Os participantes só receberão o certificado ‘MOTORISTA CIDADÃO, TRANSPORTE LEGAL’, com 100% de frequência.

Carga horária

– O conteúdo será aplicado em dois dias por turma com carga horária de seis (6) horas, sendo três (3) horas a cada dia.

A RODOVIÁRIA SANTA RITA, que opera na região metropolitana de João Pessoa, foi à primeira empresa que aderiu ao programa e nos dia 12, 13, 14 e 15 de junho, nossos voluntários e instrutores compartilharam experiências com os 127 colaboradores dessa operadora de transporte público.

Nos próximos dias outras empresas irão aderir ao programa. “Para mudar comportamento e cultura, só através da EDUCAÇÃO e quando temos motoristas educados temos um transporte de qualidade e um TRÂNSITO MAIS SEGURO E HUMANO”, finaliza Luiz Carlos, idealizador de programa.

Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas com ETEV pelos fones (83) 8873-2591 e 9674-2911 – E-mail: ongetev@ongetev.com.br – www.ongetev.com.br

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *