Notícias

Notícias

Pagamento ficará mais econômico nos pedágios de SP 

A partir de fevereiro, os motoristas de São Paulo passarão a contar com uma nova operadora para pagamento eletrônico de pedágios. Ao todo já são três empresas autorizadas pelo Governo do Estado de São Paulo, o que fez com que os custos do serviço caíssem até 67% após a abertura do mercado. A entrada de novas operadoras integra a atual política pública adotada pela Secretaria de Logística e Transportes. O objetivo é incentivar a concorrência das empresas para baixar os custos de transporte e aumentar a base de usuários, isso tornará o serviço cada vez mais moderno e eficiente. A medida foi anunciada no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. “Estamos abrindo o setor de pedágio eletrônico. Temos livre mercado e livre concorrência. Quem ganha com isso é o usuário das nossas estradas”, destacou o governador Geraldo Alckmin. Ele também salientou que o pedágio eletrônico proporciona mais conforto e segurança aos motoristas. “E isso vai permitir que, a médio prazo, a gente caminhe para o pedágio ponto a ponto.” A perspectiva do Governo do Estado é universalizar o uso do tag, que hoje está presente em cerca de metade dos veículos que circulam em São Paulo. A nova operadora, chamada ConectCar, iniciará suas operações no dia 1º de fevereiro de 2013 nas rodovias paulistas e nos estacionamentos conveniados. Um diferencial será a opção de compra de combustível nos postos Ipiranga com os créditos e pagamento pela própria etiqueta eletrônica instalado no para-brisa do veículo) utilizado nas praças de pedágio. Os créditos carregados no tag da ConectCar darão também outras vantagens aos usuários no programa de fidelidade da rede Ipiranga. Até o ano passado, os usuários das rodovias paulistas que quisessem optar pelo pagamento eletrônico contavam com apenas uma empresa e um plano, com cobrança de R$ 69,56 de taxa de adesão, além de R$ 12,40 de mensalidade. Fonte: Jornal Cidade

Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *