Notícias

Notícias

Para voltar a dirigir com confiança 

Centros de formação de condutores ajudam motoristas a se livrarem do trauma após um acidente

Do dia em que caiu da garupa da moto e sentiu as rodas de um carro passando por cima das suas pernas até ter coragem para assumir um volante se passaram dez longos anos na vida da empresária Jacqueline Homcy. A mulher, que relutou tanto tempo para dirigir, dispensou o motorista particular e hoje já consegue se sentir segura guiando um carro em meio aos engarrafamentos do Recife. Situações como essa são mais comuns do que se pensa. O que muita gente não sabe é que existem autoescolas e centros de treinamento especializados que ajudam essas pessoas a superar o trauma psicológico causado por um acidente e ter coragem para enfrentar o trânsito.

A reviravolta, em muitos casos, se dá depois de acompanhamento psicológico e treinamento. Em outras situações, o que o condutor precisa é apenas habilidade técnica. Na rede Auto Escola Piloto há instrutores específicos somente para alunos já habilitados. São pessoas com ou sem prática de direção, ou até mesmo aquelas que, depois de um acidente, não se sentem seguras para enfrentar o trânsito. Os treinos acontecem com o carro da empresa.

“Muitas dessas pessoas que sofreram acidente vêm para cá com a necessidade de readquirir confiança e tranquilidade. Quando o aluno tem habilidade, o mínimo são seis aulas para que ela volte a dirigir. O processo é gradativo. Primeiro, ele é colocado em local mais tranquilo. Depois, vai aprimorando a técnica em vias mais movimentadas”, explica o instrutor da unidade da Caxangá, Naidilson Rodrigues, que chega a conduzir dez aulas por dia. Em algumas aulas, para ganhar mais confiança, os alunos realizam o percurso que fazem parte da sua rotina. Cada aula custa, em média, R$ 35.

Alguns centros oferecem serviços personalizados. A diferença está na exclusividade. Como essas empresas possuem uma quantidade menor de clientes e, geralmente, dispõem de atendimento psicológico, as aulas costumam focar nas necessidades de cada condutor. Para conseguir ficar à frente de um veículo, Jacqueline precisava vencer o pânico. “Eu tinha muita vontade de dirigir, mas o medo era maior. Só em pensar, eu paralisava. Achava que não tinha condições”, conta. O centro de treinamento para habilitados Dirigindo Bem, especializada em dar aulas apenas para pessoas que já possuem carteira de motorista, oferece atendimento personalizado.

“Nosso trabalho é feito através de enfrentamentos e acompanhamentos psicológicos. A cada quatro aulas com o instrutor há atendimento psicológico. Cerca de 30% dos nossos alunos têm ou tiveram trauma grave de acidente de trânsito”, explica Simone Hazin, psicóloga-clínica da Dirigindo Bem. A média de permanência desses alunos é de quatro a oito semanas até conseguir superar o trauma. O preço do pacote de aulas não é divulgado.

Fonte: Jornal do Commercio


Artigos Recomendados Para Você

Deixe um comentário

Campos obrigatórios *

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Politica de Privacidade.

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']