Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Polícia dos EUA quer que Waze remova alertas de blitz


Por Mariana Czerwonka Publicado 29/01/2015 às 02h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h57
Ouvir: 00:00

Blitz no WazeO Waze tem um recurso que informa o usuário sempre que há policiais na sua rota, algo que pode ter uma série de utilidades – se estiver com um problema, por exemplo, o condutor sabe que conseguiria ajuda; por outro lado, o aviso pode servir para evitar multas.

Mas as autoridades norte-americanas estão preocupadas com uma outra possibilidade, a de que a funcionalidade seja usada para facilitar ataques aos oficiais. Com essa ideia em mente, os xerifes do país se uniram para convencer o Google (dono do Waze) a acabar com o recurso.

Como ressalta a AP, em matéria repercutida pelo UOL, nunca houve relatos de que algo tenha ocorrido por causa do alerta do Waze, mas Sergio Kopelev, vice-xerife de um condado no Sul da Califórnia, acredita que os criminosos um dia perceberão essa possibilidade.

Uma porta-voz do aplicativo respondeu que o Waze sempre pensa em questões de segurança e ela lembrou que eles passam informações ao Departamento de Polícia de Nova York. “Esse relacionamento mantém cidadãos seguros, ajuda no atendimento a emergências e a aliviar o tráfego”, comentou Julie Mossler.

A comunidade de defesa por direitos civis também discorda dos xerifes. “Não acho legítimo tirar um recurso alimentado pelos próprios usuários, usando como justificativa que ele dificulta o cumprimento das leis”, afirmou Nuala O’Connor, presidente do Centro de Democracia e Tecnologia.

Fonte: Olhar Digital

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *