Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Por que algumas infrações são mais praticadas que outras no Brasil? Especialista explica!


Por Pauline Machado Publicado 01/11/2022 às 11h15 Atualizado 08/11/2022 às 21h01
Ouvir: 00:00

Conforme especialista, para que um tipo de infração seja a “mais praticada” é necessário que esse tipo de ilícito seja fiscalizado com mais intensidade pelo Poder Público. Leia outras considerações!

Infração de trânsito é qualquer desobediência às leis e normas contidas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Ainda de acordo com o CTB, as infrações no Brasil são classificadas de acordo com a gravidade. 

Sobre o assunto, conversamos com a advogada, moderadora do Grupo de Estudos em Direito de Trânsito da ESA-OAB/RS e Vice-Presidente da Associação Brasileira dos Advogados de Trânsito – ABATRAN, Rochane Ponzi. Ela falou sobre as infrações mais praticadas no Brasil e os motivos pelos quais os condutores brasileiros ainda têm esse tipo de comportamento.

Acompanhe!

Portal do Trânsito  – Quais são os tipos de infrações estabelecidas na legislação vigente?

Rochane Ponzi – As infrações são divididas em quatro classes, nos termos dos arts. 258 e 259 do CTB. Natureza leve, punida com multa de R$ 88,38 e 3 pontos; média, punida com multa de R$ 130,16 e 4 pontos; natureza grave, punida com multa de R$ 195,23 e 5 pontos e gravíssima, punida com multa de R$ 293,47 e 7 pontos.

A depender da gravidade da conduta praticada, uma infração de natureza gravíssima pode ter o valor de multa multiplicado em 2, 3, 5, 10, 20 ou 60 vezes, conforme o tipo infracional.

Portal do Trânsito – Pensando nos dados estatísticos, quais são as infrações mais praticadas no Brasil?

Rochane Ponzi – Não possuímos um canal que concentre as estatísticas de forma nacional. No site da SENATRAN é possível consultar mês a mês e para cada Estado a quantidade de multas aplicadas. Todavia, por não estarem os dados organizados, não se consegue chegar a uma conclusão sobre quais são as multas mais aplicadas no país sem um tratamento desses dados.

No entanto, trago as estatísticas de Porto Alegre que estão atualizadas e são retiradas do site https://eptctransparente.com.br/rankinginfracoes e traduzem as infrações mais praticadas no município em 2022.

Tabela infrações

É importante destacar que o tipo de infração mais cometida muda conforme o órgão fiscalizador.

No âmbito dos municípios se fiscaliza mais estacionamento, celular, velocidade, sinal vermelho, cinto de segurança.

Em rodovias o foco já é mais no excesso de velocidade, ultrapassagem indevida, trânsito no acostamento.

Multas aplicadas pelos DETRANs já focam em multa por não apresentação de condutor, embriaguez e afins.

Portal do Trânsito – Mesmo levando em conta apenas os dados de Porto Alegre, quando observado o cenário nacional, pouca coisa muda, como pudemos ver numa matéria no Portal. É possível analisar o motivo pelo qual essas sejam as infrações mais praticadas no Brasil?

Rochane Ponzi – Numa constatação empírica, podemos concluir que o excesso de velocidade talvez seja a infração mais flagrada, não porque os condutores deixem de cometer outros tipos de infração, mas tão somente porque há diversos controladores eletrônicos de velocidade espalhados pelo País, o que torna permanente – e, não eventual, a fiscalização desse tipo de ilícito.

Da mesma forma, nota-se que alguns tipos de infrações são privilegiados quando a fiscalização é feita por agente de trânsito. Um exemplo atual são as infrações por segurar ou manusear o celular (R$ 293,47, infração gravíssima), em detrimento da infração por falar ao celular (R$ 130,16, infração média).

Tabela infrações 2

A verdade é que para que um tipo de infração seja a “mais cometida” é necessário que esse tipo de ilícito seja fiscalizado com mais intensidade pelo Poder Público.

Ouso sustentar que uma das infrações mais praticadas no trânsito é a de dirigir com apenas uma das mãos (art. 252, V). No entanto, como ela não costuma ser fiscalizada, acaba saindo da estatística. Em Porto Alegre, por exemplo, em todo o ano de 2021 houve apenas 467 registros de infrações com base nesse artigo. Já, por dirigir segurando/manuseando celular foram 26.652 (Art. 252, § único).

Portal do Trânsito – Para finalizar, o que justifica esse comportamento dentre os motoristas brasileiros?

Rochane Ponzi – O comportamento transgressor no trânsito passa por diversos fatores. Todavia, a ausência de investimentos pesados em educação para o trânsito, ao meu ver, é um dos principais motivos para que tenhamos condutores infratores. Um condutor “educado” respeitará a legislação em qualquer lugar que estiver e não apenas quando se deparar com algum tipo de fiscalização.

 

 

 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *