Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

27 de fevereiro de 2024

Proteste avalia e encontra falhas em serviço de táxi em Curitiba


Por Mariana Czerwonka Publicado 13/07/2014 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 23h09
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Táxi em CuritibaEm Curitiba, a Associação de Consumidores flagrou os motoristas utilizando o celular enquanto dirigiam

A Proteste Associação de Consumidores testou o serviço de táxi nas 12 cidades-sedes da Copa do Mundo, inclusive Curitiba. O resultado divulgado aponta algum tipo de falha em todas elas. Tarifas caras, cobranças indevidas, taxistas infratores e carros mal conservados, foram as irregularidades mais encontradas. “A prestação do serviço ainda deixa a desejar”, diz comunicado divulgado à imprensa.

No caso de Curitiba, onde a Proteste realizou quatro viagens — aeroporto-hotel, hotel-aeroporto — utilizando serviços de cooperativa localizada no aeroporto Afonso Pena e de um táxi convencional, a falha mais comum encontrada diz respeito às leis de trânsito. O motorista fez uso do celular no trajeto. O mesmo foi verificado em Belo Horizonte, Fortaleza, Natal, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Foram constatadas falhas graves no cumprimento do Código de Defesa do Consumidor, como cobrança de tarifas adicionais e não informação prévia ao consumidor sobre a mudança de bandeira na divisa de municípios. A exibição de adesivos com informações das tarifas foi encontrada apenas em Curitiba, Porto Alegre e Rio de Janeiro. Embora não sejam obrigatórios em todas as cidades, os adesivos são fundamentais para os passageiros.

A Proteste encaminhou os resultados do estudo às prefeituras e câmaras municipais das 12 cidades, pedindo fiscalização e aprimoramento legislativo.

Fonte: Bem Paraná

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *