Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Saiba o que fazer quando seu carro for atingido por uma enchente


Por Agência de Conteúdo Publicado 22/01/2022 às 16h30 Atualizado 08/11/2022 às 21h16
Ouvir: 00:00

É necessário ter muita cautela em casos de alagamentos e enchente, pois o prejuízo ao veículo pode ser enorme.

Quem mora em grandes centros urbanos, provavelmente, já teve de lidar com enchente em algum momento. Isso é especialmente preocupante para os motoristas, que muitas vezes não conseguem escapar do alagamento, devido ao trânsito e acabam sofrendo grandes prejuízos em seu veículo.

Em tese, todo carro pode ser recuperado após ser submerso, mas nem sempre vale a pena arcar com os custos desses reparos, principalmente quando entra água no motor. Nesses casos, as seguradoras automaticamente já consideram perda total do veículo.

O primeiro cuidado a ser tomado é prestar atenção aos seus arredores.

Em dias de chuva forte, a visibilidade do motorista é consideravelmente prejudicada, e por isso muitos acabam entrando em ruas alagadas sem perceber. Preste bastante atenção aos carros próximos e observe a altura da água dos veículos que estão mais à frente. Caso esteja na metade da roda, o risco de entrar água no motor já é alto, então é melhor buscar outra rota, se possível. Caso não seja, o melhor é procurar um lugar para estacionar e esperar o risco baixar.

Quando a água entra pela porta e molha apenas o assoalho, provavelmente, não trará grandes problemas, e será necessário apenas reparos leves.

A ameaça está quando a água sobe no momento que o motor está funcionando, pois pode acabar entrando nos cilindros e interferindo no desempenho do veículo, exigindo um esforço maior que o necessário para funcionar e, consequentemente, danificando o motor. Quanto mais componentes eletrônicos encharcados, maior o prejuízo.

Sendo assim, caso um alagamento atinja seu carro e a água entre parcialmente no interior do veículo, recomenda-se consultar um profissional para verificar se não houve nenhum dano.

Dependendo do modelo, uma simples higienização já basta para colocar o veículo em circulação novamente. Alguns carros mais modernos, porém, já podem ter alguns componentes eletrônicos danificados mesmo com alagamentos superficiais. Os custos de reparo podem ultrapassar a marca dos R$ 40 mil, então é importante avaliar bem quando é viável.

Quem não desejar perder o veículo pode buscar um empréstimo pessoal para arcar com os custos ou até mesmo para comprar um carro novo, caso o anterior tenha dado perda total. Muitas vezes, o valor do reparo acaba ficando próximo do necessário para se investir em um veículo igual ou até melhor que o perdido. Ou seja, acaba sendo mais vantajoso fazer a troca.

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *