Notícias

Notícias

Apenas 2% dos passageiros usam cinto de segurança em ônibus 

Apenas 2% dos passageiros usam cinto de segurança em ônibus

Cinto de segurança em ônibusO grave acidente envolvendo um ônibus na rodovia Régis Bittencourt, há alguns dias, que deixou pelo menos 16 mortos coloca em discussão, mais uma vez, a importância do uso de cinto de segurança em transportes coletivos. Uma pesquisa feita pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em dezembro do ano passado indicou que apenas 2% dos passageiros de ônibus intermunicipais e internacionais usam o cinto de segurança durante as viagens. Em caso de acidente, o equipamento diminui a possibilidade de morte em até 75%.

Um dos sobreviventes, o motorista que conduzia o ônibus, saiu com poucos ferimentos após o veículo capotar em uma ribanceira de 30 metros, na Grande São Paulo. Diferentemente dos passageiros, o profissional que conduz o ônibus pode ser multado, com o veículo em movimento, pela falta do equipamento de segurança.

“Embora as empresas zelem pelo estabelecido pela agência reguladora no sentido de avisar sobre o uso do cinto de segurança, apenas 2% dos passageiros transportados realmente afivelam o cinto durante toda a viagem”, disse a ANTT ao divulgar o levantamento considerado preocupante.

Segundo o órgão, mesmo sabendo da importância do equipamento, o brasileiro ainda não incorporou o hábito de usar o cinto. “Enquanto, no transporte aéreo, nós já temos a cultura de que, quando estivermos sentados na poltrona do avião temos que ter o cinto afivelado, usar o cinto em transporte de ônibus ainda é um grande desafio de toda sociedade brasileira”, explicou o superintendente de Fiscalização da ANTT, Nauber Nascimento.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e com a Resolução 643 da ANTT, é obrigatório o uso do cinto de segurança para condutores e passageiros em todas as vias de território nacional. Não usar o equipamento durante toda viagem é infração grave e a multa para o motorista e para a empresa varia entre R$ 1 mil e R$ 3 mil.


Artigos Recomendados Para Você

Deixe uma resposta

Campos obrigatórios *

Trocar a senha

Identifique-se para receber um e-mail com as instruções de nova senha.

[wp_user active='forgot']