Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

25 de junho de 2024

Você sabe o que é Frenagem Autônoma de Emergência?  

Saiba por que a frenagem autônoma é importante e como ela funciona ao identificar uma colisão


Por Accio Comunicação Publicado 22/05/2024 às 11h30
Ouvir: 00:00
Mecânico mexendo embaixo de um carro

Com o avanço tecnológico dos últimos anos, alguns carros atuais possuem capacidade para evitar colisões. Isso é possível graças a um instrumento de segurança chamado Frenagem Autônoma de Emergência.  

De acordo com o professor de engenharia mecânica da Universidade Positivo, Túlio Paim Horta, a Frenagem Autônoma de Emergência ajuda a evitar colisões, graças a forma como consegue “interpretar” as condições externas.  

“A frenagem autônoma de emergência serve para evitar colisões de veículos da seguinte forma: detecta objetos à frente do veículo e, em caso de risco iminente de colisão, aciona automaticamente os freios para evitar a colisão ou reduzir sua gravidade”, destaca.  

Também chamado de AEB (Automatic Emergency Braking), essa tecnologia auxilia os condutores e ajuda a salvar milhares de vidas em todo o mundo.  

Como a Frenagem Autônoma funciona na prática?  

De acordo com Horta, a Frenagem funciona por meio de processos de automação. Ou seja, a tecnologia combina dados captados por sensores e câmeras para detectar e “interagir” com objetos presentes na pista. 

“Dessa forma, quando identifica uma situação de risco, o sistema aciona automaticamente os freios para evitar uma colisão (…)Mesmo em situações em que o motorista não esteja prestando atenção na estrada”, ressalta o professor.  

Qual a vantagem? 

Mecânico verifica eixos de veículo com auxílio de lanterna
Foto: Freepik.

Para o professor, além da vantagem em evitar acidentes, essa tecnologia de frenagem também aumenta a segurança de pedestres e ciclistas.  

“As vantagens da Frenagem Autônoma de Emergência incluem desde a redução do risco de colisões traseiras, até a segurança para pessoas externas próximas ao veículo. Por exemplo: pedestres e ciclistas”.  

Além disso, Horta explica que esse recurso de segurança melhora a avaliação de segurança, a confiabilidade e a atratividade dos veículos no mercado atual. Afinal, é comum que carros com esse recurso de segurança possuam um valor maior valor agregado.  

“Embora veículos equipados com Frenagem Autônoma de Emergência possam ter um preço inicial elevado, o investimento adicional pode valer a pena para muitos consumidores. Em especial àqueles que valorizam a segurança e desejam reduzir o risco de acidentes”, aponta o professor.  

E você, conhecia sobre a Frenagem Autônoma? Conte para nós aqui embaixo.  

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *