Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Acidente entre ônibus em Curitiba: presidente da Urbs diz que motoristas são treinados e fiscalização será reforçada


Por Banda B Publicado 11/09/2023 às 12h18
Ouvir: 00:00

O presidente da Urbs (Urbanização de Curitiba), Ogeny Pedro Maia Neto, afirmou que o transporte coletivo da capital paranaense deve ganhar um reforço na fiscalização, após o acidente entre ônibus que deixou 45 feridos no sábado (9).

“Estamos apurando a situação através das câmeras do biarticulado e pedimos para que a Guarda Municipal e a Setran [Superintendência de Trânsito] verifiquem as imagens das vias por meio da Muralha Digital. Vamos fazer a investigação do que ocorreu efetivamente. Vamos aumentar a fiscalização ainda mais”, disse Neto.

De acordo com o presidente da Urbs, ao menos 2.800 motoristas receberam treinamentos, em agosto do ano passado, sobre segurança no trânsito e direção segura e defensiva. “Dentro do transporte coletivo de Curitiba, temos treinamentos constantes sobre segurança no trânsito”, acrescentou.

Já a Agência de Assuntos Metropolitanos do Paraná (Amep) disse lamentar profundamente o acidente e que acompanha o caso desde a data do ocorrido. “Hoje [segunda-feira, 11], estivemos no local para colher informações e conseguir imagens de câmeras de segurança dos comerciantes”, disse o presidente do órgão, Gilson Santos.

Polícia Civil abre inquérito

A Polícia Civil informou nesta segunda-feira (11) ter aberto um inquérito para apurar o acidente entre ônibus que deixou 45 passageiros feridos no sábado (9), na região central de Curitiba.

O delegado Edgar Santana, da Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), disse que as vítimas do acidente serão ouvidas nos próximos dias e solicitou que as empresas responsáveis pelos veículos forneçam as imagens registradas pelas câmeras dos ônibus.

“Estamos buscando imagens do sistema de monitoramento do local, que serão remetidas ao Instituto de Criminalística para que formalize a dinâmica do acidente. Vamos proceder também, nos próximos dias, as oitivas dos condutores dos veículos”, explicou.

Internados

Duas das 45 pessoas que foram socorridas com ferimentos permanecem internadas. O Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, que recebeu a maioria dos passageiros (33), afirmou que apenas um deles segue internado na unidade, com quadro de saúde considerado estável.

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) disse que uma paciente segue internada no Hospital do Trabalhador, também estável. A unidade recebeu, ao todo, oito passageiros após o acidente.

Dos 45 passageiros socorridos a hospitais de Curitiba, 40 receberam alta médica no dia em que a colisão aconteceu, como mostrou a Banda B. Do total de feridos, 15 ficaram em estado grave, sendo uma delas a mulher que teve o pé amputado.

O acidente

A batida entre os veículos foi registrada no cruzamento da Avenida Visconde de Guarapuava com a Travessa da Lapa, na região central da capital paranaense. O acidente envolveu um biarticulado da linha Santa Cândida/Capão Raso e um articulado da linha Fazenda Rio Grande/Curitiba.

Segundo a Guarda Municipal (GM), o motorista do ônibus da região metropolitana sofreu um mal súbito ao volante e avançou o sinal vermelho. Um poste foi derrubado e pegou fogo após o impacto.

Publicado primeiro por

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *