Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de julho de 2024

Ônibus que capotou na BR-116 tinha autorizações, licenças e manutenção em dia, diz empresa


Por Banda B Publicado 25/09/2023 às 10h42
Ouvir: 00:00

A empresa Capanema Tur, responsável pelo ônibus que se acidentou na BR-116, em Campina Grande do Sul, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), lamentou o acidente. A empresa presta serviços à Buser, plataforma responsável por conectar quem quer viajar com empresas de fretamento, que ainda não se posicionou.

Foto: Antônio Nascimento/Banda B.

O acidente aconteceu no quilômetro 30,8 da rodovia, próximo ao destino final, que era Curitiba. Ao todo, o ônibus levava 53 pessoas. Uma passageira morreu e outras 11 pessoas ficaram feridas.

Em nota, a Capanema Tur lamentou profundamente o acidente e disse que as causas ainda estão sendo apuradas.

“Mas seguimos colaborando com as investigações, prestando o esclarecimento necessário às autoridades policiais”. 

disse a Capanema Tur, em nota

Segundo a empresa, está sendo oferecido todo o suporte necessário às vítimas e respectivas famílias, “acompanhando de perto as condições de saúde dos feridos”. A Capanema Tur disse também ter providenciado um veículo substituto aos demais passageiros, que já seguiram viagem para o destino final.

“Do nosso lado, destacamos que as viagens que fazemos são sempre autorizadas pelos órgãos responsáveis, por isso confirmamos que o ônibus envolvido possui documentação e licenças em dia e realiza manutenção periódica dos veículos da frota”. 

destaca a empresa responsável pelo ônibus acidentado

Conforme a Capanema Tur, a segurança é um valor muito importante para a empresa, “então sentimos novamente pelo ocorrido e seguimos à disposição de todos os passageiros, familiares, das autoridades e da imprensa para prestarmos as informações solicitadas”.

A reportagem da Banda B entrou em contato com a Buser, mas a empresa ainda não se manifestou sobre o acidente. O espaço continua aberto.

Foto: Antônio Nascimento/Banda B.

Publicado primeiro por

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *