Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nossos sites, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar o Portal do Trânsito, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

27 de fevereiro de 2024

Carros autônomos do Google podem incluir airbags do lado de fora


Por Mariana Czerwonka Publicado 31/03/2015 às 03h00 Atualizado 08/11/2022 às 22h54
 Tempo de leitura estimado: 00:00

Carro autônomo GoogleAirbags normalmente são utilizados do lado de dentro para proteger os motoristas e passageiros de impactos provocados por um acidente de trânsito. Com certeza, este é um recurso bastante útil para a segurança nos automóveis atuais. Mas o que dizer de airbags do lado de fora? Parece um pouco curioso, não?

O Google patenteou a ideia de carros autônomos com um sistema de para-choques infláveis que reagiriam em caso de acidente. Diversos sensores espalhados pelo carro iriam detectar quando uma colisão é iminente e, então, os airbags iriam inflar com a esperança de reduzir os danos causados a uma possível vítima. Sendo assim, os airbags que conhecemos, instalados no interior dos automóveis, podem não ser ideais para serem utilizados externamente. Pensando nisso, o Google utilizará um material especial, o visco-elástico.

Este material se adapta instantaneamente ao formato do corpo e volta ao formato original em segundos, assim que a pressão é removida. O visto-elástico é capaz de distribuir uniformemente a pressão sobre toda a área, proporcionando um impacto menor em caso de colisão. A NASA é a criadora da espuma visco-elástica muito utilizada na indústria de travesseiros e colchões.

Fonte: Canaltech 

Receba as mais lidas da semana por e-mail

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *